Como escolher bem um hotel (ou apartamento) em basicamente qualquer canto do mundo

No momento em que a gente escolhe onde se hospedar, pode estar transformando a viagem em um sonho, ou em uma titica completa.

Pra evitar o caso da “titica completa”, existem algumas dicas boas de se seguir antes de reservar um hotel (ou apartamento) em basicamente qualquer lugar do planeta, que fazem muita diferença.

Vamos falar delas agora.

1. O Google Maps é o seu melhor amigo (ou o mapa do Booking mesmo).

Não importa que a descrição do seu hotel (ou apartamento) tenha os dizeres “excelente localização”. Eu ainda tô pra conhecer alguém que descreva um lugar que quer vender o peixe com “se hospede aqui, nessa localização horrorosa!”.

Além disso, por incrível que pareça, o conceito de “excelente localização” consegue ser flexível: tem gente que vai achar incrível ficar bem isolado de tudo, porque quer muito sossego e nenhum barulhinho.

como escolher bem um hotel ou apartamento.jpg
“Excelente localização: nenhum traço de civilização a menos de 90 km”

Tem gente que vai surtar se não tiver nenhum mercado, padaria, restaurante ou opção de transporte público por perto (tô nesse grupo, e você?).

Por conta desse conceito maleável de “ótima localização”, não se baseie por comentários vagos sobre ela, e descubra você mesmo onde seu hotel/apartamento fica, jogando o endereço no Google Maps (ou dando zoom no mapa do Booking) e vendo tudo que tem ao redor. Tem um mercadinho ali perto? Ponto pra ele.

Fica numa avenida com grande movimentação? Talvez tire um ponto, porque pode ser barulhento e você não vai dormir nada.

Fica numa rua beem próxima ou transversal a essa avenida? Dá 2 pontos, muito bom. Une a comodidade, e te deixa dormir de noite.

Fica longe pra caramba de tudo, mas é longe de tudo que você quer mesmo? Então tá perfeito.

Mas nunca deixe de checar onde você tá se metendo.

2. Em regra: evite o Centro em grandes cidades da América Latina (e busque o centro em grandes cidades da Europa)

Se você vem aqui no 1 viagem, 2 visões com frequência (e deveria, porque é sempre bem-vindo) uma coisa já gritante por aqui é o fato de que tenho uma paixão pela América Latina.

Mas apesar dessa paixão, ou melhor, por causa dessa paixão, dá pra ter uma noção de que se hospedar no Centro em cidades grandes (especialmente da América do Sul, e excluindo o Caribe) pode ser uma ideia não muito boa.

por-do-sol-no-faro-de-miraflores-em-lima-peru
Se você for pra Lima, por exemplo, a melhor pedida na nossa opinião é esse bairro gostoso aí. Nada de centro.

Endosso “América Latina”, porque essa regra definitivamente não vale pra Europa, por exemplo: na maior parte dos países por lá, é justamente no centro que você vai estar feliz da vida.

A regra também não é válida pra cidades menores ou um pouco mais pacatas, como Santa Fé de Antioquia ou Guatapé na Colômbia… E existem exceções incríveis, como Arequipa, no Peru, que já falei sobre a melhor localização possível aqui.

pueblos-da-colombia-santa-fe-de-antioquia-a-um-bate-e-volta-de-medellin
centrinho de Santa Fé de Antioquia, um dos pueblos mais bonitos da Colômbia: muito recomendável pra se hospedar

De toda forma: se você quiser muito ficar no Centro (que geralmente costuma ser mais barato, e por isso atrai alguns viajantes), leia muitos comentários sobre a região. E lembra sempre que sua vida e sua segurança tão em primeiro lugar, e as moedinhas economizadas do cofre de porquinho não valem nada perto disso.

3. PLOT TWIST: você não precisa ler todas as reviews do hotel

Mas definitivamente precisa ler as 5 mais atuais.

E compará-las.

E ver o perfil de quem comentou.

E por que isso?

Primeiro, porque tem gente que reclama de tudo no planeta. É sempre bom ver o perfil do “comentarista”, e descobrir que ele deu 1 estrela até pra hospedagem no hotel considerado pela Lonely Planet “O melhor hotel de Bora Bora na história da humanidade” por 37 anos seguidos.

E da mesma forma, pode ter gente meio “comprada” pelo hotel pra fazer bons comentários (ou funcionários disfarçados de “Srta. Jenniffer”, que comentou “melhor hotel da minha vidaaa, e nunca vi funcionários tão lindos, charmosos e solícitos”).

Além disso, é bom ler se atualmente um problema de wi-fi que reclamaram antigamente já se resolveu, e não julgar o lugar por comentários de 15 anos atrás, quando todo wi-fi era ruim. Aliás, eu nem sei se tinha wi-fi há 15 anos.

Por outro lado, se você lê que há 7 anos atrás o hotel oferecia massagem nos pés gratuita pra todos os clientes, e vai com essa expectativa, poderia se poupar da frustração se lesse um comentário de anteontem dizendo “que pena que o massagista morreu :(“.

E imagina não se hospedar em um lugar de custo-benefício excelente porque alguém comentou há 2 anos “tive uma crise alérgica com aquele carpete fedido”, mas em comentários mais recentes você encontraria um “achei lindo o piso de porcelanato recém-instalado em todos os quartos!”

onde se hospedar como escolher bem.jpg
Royal Tulip, um hotel que é uma BAITA mão na roda em Brasília (falamos sobre isso aqui)

Pior ainda se você desiste do local porque alguém falou “foi infernal dormir nesse hotel, por causa da obra no último andar” há 3 anos, mas há 3 dias alguém comentou “Adorei a piscina infinita com hidromassagem gigante, flamingos e golfinhos que acabaram de implementar no hotel depois de uma longa obra!”.

Então, se fosse pra chutar um número de comentários sobre o hotel que é bom de ler, eu diria que pelo menos os 5 últimos, porque te ajuda a fazer uma média, e principalmente comparar comentários.

4. Promoções realmente acabam, quartos esgotam, cidades lotam

Deixar as coisas pra última hora quase nunca é uma ideia boa.

Deixar as coisas pra última hora quando se trata de viagem consegue ser ainda pior.

Eu sei que a gente já tá tão acostumado a receber aqueles e-mails sensacionalistas dizendo coisas tipo “ÚLTIMA CHANCE PRA COMPRAR UM SUCRILHOS A 1.000 REAIS! IMPERDÍVEL!!!”, que nem considera mais nada imperdível.

Mas existem, sim, promoções que são muito boas, e que se você não pegar logo, os quartos simplesmente vão esgotar, porque existem outras pessoas querendo ir pra’quele lugar, e nem todas vão ter o mesmo talento pra procrastinação que você.

rio-de-janeiro-sendo-lindo
Copacabana é uma boa pedida pra se hospedar no Rio de Janeiro: o bairro é bem servido de metrô, tem opções de hospedagem pra todos os bolsos, além de te permitir ter a visão de uma nascer do sol deslumbrante na praia mais famosa da cidade (ou ir caminhando pra ver o pôr do sol mais famoso, no Arpoador)

Então: pare de procrastinar, e se você pesquisou bem, achou aquele preço bom e aquele lugar bacana, reserva logo.

5. Imprima sua reserva (ou salve off line no seu celular, tablet e tudo mais que for possível).

Eu nunca tive problema com isso, especialmente porque costumo usar o Booking (pra reservar hotel ou pousada) ou Airbnb (pra reservar casinhas ou apartamentos) que já são bem confiáveis, mas volta e meia a gente ouve relatos tipo “a Pafúncia, amiga do Juarez, que reservou um hotel pelo site hoteissupimpas.com/reservecomcerteza.exe, e chegando lá, não tinha hotel nenhum, e sim uma quitanda”.

Ou de gente que reserva a suíte presidencial a 10 reais, e chegando lá dizem que só tem um colchão de ar no porão.

Então, pra evitar qualquer problema, mal entendido ou simplesmente gente safada tentando te dar calote, tenha em mãos todas as provas da sua reserva, com todos os detalhes bem especificadinhos nela.

Reservou quarto da categoria X? Especifica ela. 2 camas, e não uma? Especifica.

Com vista? Especifica.

Aliás, por falar em vista…

6. Vista é algo sensacional. Mas não necessário.

Hotéis com vista vão querer me processar, mas a verdade é que eu ainda recomendo que você pegue um quarto com vista lindíssima se for possível, se quiser muito e se o custo-benefício for bacana.

Do contrário, se você descobrir que tem um hotel fenomenal e muito mais barato a 17 passos desse hotel com vista, você pode ficar no hotel de melhor custo-benefício, e sair durante o dia pra apreciar a vista, que provavelmente vai estar a… 17 passos também.

Ou você pode pagar 1/3 do valor ficando em um quarto com vista parcial nesse hotel-com-vista, e depois subir no terraço/piscina/coisa parecida pra ter a vista inteira de todo jeito. A-há!

terraza hotel arequipa peru onde se hospedar.jpg
vista do terraço do hotel Katari, em Arequipa, uma das cidades mais lindas (ou talvez A mais linda mesmo) do Peru

Mas se você quer muito a vista, tem todas as condições, vai fazer toda diferença na viagem e afins, ou se você ganhou na loteria acumulada anteontem, aí por favor, deixe de ser mão de vaca e pegue o quarto com vista logo, que a vida é mais do que guardar dinheiro.

7. Leia os posts com dicas de “Bairros onde se hospedar” antes de ir

Aqui no 1 viagem, 2 visões tem muitos posts que especificam não só os melhores bairros para se hospedar em diversas cidades da América Latina, mas também os bairros onde você não deveria se hospedar de jeito nenhum, então dá uma fuçada aqui antes da sua viagem, que isso já pode ajudar no processo de decisão.

Alguns exemplos: Bogotá, Santiago, Lima, Medellín, Aruba, e até Rio de Janeiro no reveillon e afins.

flamingo beach renaissance island dicas 2
na hospedagem indicada em Aruba tem até ilha particular com praias de flamingos e iguanas

Checa também a categoria “Antes de viajar“. Lá tem muitas dicas do que fazer antes da sua viagem, bem como conselhos pra quem tem medo de avião, perguntas e respostas sobre viajar sozinha, um guia pra não ser um hóspede terrível no Airbnb, entre tantas outras coisas, até a história ridícula de por que nunca mais viajei sem seguro viagem na minha vida.

Até o próximo post semana que vem, e se quiser perguntar, acrescentar ou comentar qualquer coisa, fica à vontade nos comentários aí embaixo!

Querendo fuçar mais e seguir a gente, o 1 viagem, 2 visões tá no facebook, instagram e youtube também!

2 comentários sobre “Como escolher bem um hotel (ou apartamento) em basicamente qualquer canto do mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s