Como raios sobreviver sem carro em Brasília

Esse post não vai dar a resposta, porque é impossível.
O que ocorre em Brasília é que quando criaram a cidade, pensaram assim:

explicando brasilia para pedestres 1
Flagra de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer batendo um papo

Daí depois assim:

explicando brasilia para pedestres 2
(Foi exatamente assim o diálogo, podem confiar)

Isso resultou em um lugar realmente bonito e organizado visto do alto (pra quem chega de noite dá até pra ver a imagem de um avião formado pelas luzes da cidade), e talvez sem maiores problemas pra quem tá acostumado a viver na Barra da Tijuca e pegar carro até pra ir na padaria (ou morar em um condomínio que já tem uma).

E quase impraticável pra quem deseja fazer coisas a pé.

letreiro eu amo brasilia feito por quem provavelmente tem um carro
quem fez esse letreiro provavelmente tinha um carro
brasilia vista da torre de tv
mas que é bonito é

Falando de forma bem simples, lá em Brasília tudo é dividido por áreas. Área do comércio, área residencial, área de hotéis, e por aí vai.
A cidade tem o formato de um avião, e por isso as regiões tem nomes como “asa norte”e “asa sul”. Olha que bonitinho, você pensa. Mas não. Visualiza bem que pra fazer qualquer coisa, você precisa sair de uma área pra outra, em distâncias que sem um carro, alguém no mínimo fica cansado ou muito sarado de tanto exercício (mesma coisa com as subidas de rampa de Belo Horizonte). Não existe “vou ali na esquina”, porque esquina não existe.

E por que Brasília é assim?

Brasília foi inaugurada em 1960, numa época de boom na aquisição de carros, e provavelmente pensaram que dali a um tempo não existiria ninguém querendo caminhar nesse planeta.

Como eu sou muito mal acostumada com tudo do ladinho, isso foi bem assustador.

Pra quem vai, é bom se preparar psicologicamente (e “dinheiromente”, pra alugar um carro ou pegar bastante táxi) ou ficar hospedado em locais que ofereçam serviço de transfer gratuito pros principais pontos da cidade.

P1100597
pedestre comum em Brasília

Onde é melhor se hospedar em Brasília pra quem tá sem carro?

Como eu falei ali em cima, Brasília é um lugar que praticamente te obriga a usar carro (seja o seu, ou seja táxi/uber) até pra ir na padaria.

Mas não é pra entrar em desespero: se hospedar em hotéis que ofereçam serviço de transfer é uma baita mão na roda.

O Royal e o Golden Tulip de lá, por exemplo, são hotéis muito bons (inclusive a maioria dos parlamentares vivem – literalmente, eles moram lá mesmo – no local e você pode esbarrar com eles, olha só que bacanaarghcogf) e oferecem esse serviço gratuitamente.

Geralmente acho Airbnb uma opção melhor, mas não diria que é uma boa pra Brasília, a menos que o apartamento esteja extremamente bem localizado e o anfitrião, sei lá, te ofereça um CARRO ou TE CARREGUE PROS LUGARES.

Dá obviamente pra alugar um carro ou sair pegando táxi pra tudo que é canto, como eu disse, mas aí a economia que você faz em hospedagem, não se compensa pelos gastos com transporte.

Esses hotéis, Royal e Golden, são interligados: os 2 compartilham a mesma área de lazer na beira do Lago Paranoá. Que aliás é bem bonita, e com sorte você pode ver capivaras, se resolver acordar pateticamente cedo pra ver o nascer do sol, daí acabar esbarrando com elas, que entram sorrateiramente pelo lago (e ficam comendo escondidas a graminha do hotel de madrugada – shhh).

misty3
O céu de Brasília é outra coidiloco

Tem mais um ponto interessante: ficar hospedado nesses hotéis te permite ir a pé pra um lugar!!! *BOOM* O palácio da Alvorada fica logo ali pertinho!

Nós fomos e voltamos a pé de boa, e ficamos muito impressionados com o tanto que a Dilma é péssima anfitriã, e só deixa pessoas entrarem no baita palácio na casinha dela quando ela NÃO está lá. :V Isso é jeito de tratar visita?

E nem tô fazendo propaganda, mas um hotel que oferece pra fazer tapioca com os ingredientes que você quiser no café da manhã até mereceria.

Então o pulo do gato é esse: ficar no Royal ou no Golden Tulip é a melhor coisa que alguém pode fazer por lá. Os “quartos” (são na verdade uns p*ta apartamentos) são enormes. E todos com uma varanda com vista gostosa. Lá também tem galinhas de angola passeando tranquilamente do lado de fora (como se não bastasse o serviço de transfer, as tapiocas personalizadas no café da manhã e as capivaras de madrugada).

Por onde reservei a hospedagem?

Reservei o hotel pelo Booking, e em regra sempre faço minhas reservas por lá. O site afirma garantir os melhores preços. Busque e reserve por aqui.

Recomendo também cheirar as florzinhas que ficam na área externa. Tem umas tão cheirosas (então é isso, você tem que ir pra Brasília pra: ver o céu, ver capivara, ver galinha de angola, comer tapioca e cheirar florzinha, anota aí :V)!

vida sendo boa
e ficar numa nice do lado de uma companhia gostosa

Apesar de Brasília ter sido uma cidade meio traumática por diversos motivos (como por exemplo, cair de uma escadaria e não conseguir andar nem sentar direito por meses), uma coisa tem que ser dita: só o céu desse lugar já vale a pena. Pra mim obviamente também tem o aspecto da emoção pelo STF, o Congresso, o Itamaraty, PGR e muitos outros. E toda essa diferença brutal de paisagens, de uma cidade pra outra, num único país, que é um treco fascinante mesmo.

Lembro que assim que saí do avião e olhei ao redor pela primeira vez já fiquei “UOOOOOU O___O” com aquele céuzão que se espalhava pra todo lado, e não dava vontade de parar de olhar.

A depender da companhia e bom humor pra lidar com a necessidade de carro pra tudo e caminhadas gigantescas, em locais que nem tem calçada, nem árvore pra fazer sombrinha, vale muito a pena. Levando PROTETOR SOLAR (e DINHEIRO), dá pra ter uma experiência bem bacana e ficar encantado (ao mesmo tempo que irritado) com o quão diferente a cidade é.

VIDA SENDO BOA5
e é pra PASSAR o protetor, mesmo se tiver nublado

Se alguém quiser de toda forma ignorar o conselho do Golden ou do Royal Tulip e se hospedar pelo Airbnb (que é algo que em regra recomendo muito), vou colocar um link aqui pra quem quiser se registrar no site ganhando saldo de 70 reais – atualização: AGORA É 100 de crédito! :O – pra próxima viagem (o saldo só vai entrar na conta se registrando diretamente pelo link):

http://www.airbnb.com.br/c/mariacristinar4?s=8

No próximo post vem mais de Brasília, e das coisas bacanas pra fazer lá!

7 comentários sobre “Como raios sobreviver sem carro em Brasília

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s