Guia breve de Medellín: Onde se hospedar, de quais bairros fugir e onde comer

Hoje acordei, olhei pro céu azulzinho (os últimos dias andavam cinzas e sem graça), e inspirada pela mudança de clima, fui acometida por um lapso de vergonha na cara: terminei o tão prometido e jamais cumprido (quase um hino do Cruzeiro) “Guia de Medellín”.

Pra quem estiver perdido sobre o que tô falando, prometi escrever um guia sobre essa cidade adorável há meses atrás, nesse texto aqui: Os motivos pra conhecer Medellín, a deliciosinha.

Desde que escrevi esse texto, consegui convencer pessoas a irem pra lá, mas até hoje não ajudei nenhuma delas a decidir onde se hospedar, nem onde comer.

Então vamos resolver isso agora, e conversar sobre os melhores lugares pra se hospedar em Medellín (e os piores também), e os restaurantes mais bacanas (e em conta) por lá.

Guia de Medellín – Onde se hospedar e onde comer:

Vamos falar sobre o bairro preferido dos viajantes, indicar 2 opções alternativas e muito gostosas de bairros pra se hospedar, e fazer uns comentários sobre o mais barato.

1.1 – A opção mais óbvia de hospedagem em Medellín

EL Poblado é, definitivamente, o bairro mais famoso entre os turistas em Medellín. Não tem pra nenhum outro.

14 em cada 10 viajantes querem ficar lá, e entre esses 14, 30 escolhem o bairro pelo mesmo motivo: a grande movimentação, a comodidade, e principalmente o Parque Lleras.

O bairro parece uma mistura de Copacabana e Ipanema com toques de Lapa (a parte “Lapa” tá mais especificamente nesse Parque mesmo).

photo875283312832260206
Parque Lleras

Tem festa e muito movimento todos os dias da semana, em todos os horários por ali, e se você tá indo pra Medellín com esse foco, provavelmente é um lugar realmente recomendado pra se hospedar.

MAAAS atente pra uma coisa: El Poblado é um bairro IMENSO, e mesmo se hospedando nele, você pode acabar distante do Parque Lleras de toda forma.

O Parque Lleras fica no coração da “Zona Rosa” de Medellín (lembra quando falei da Zona Rosa de Bogotá?). Pra entender mais ou menos do que eu tô falando/onde ele fica, vou rabiscar no mapa aqui:

Parque Lleras Medellin Onde se hospedar.png
se você vai ficar em El Poblado, atente pra isso

Então joga sempre no google maps o endereço do seu hotel/hostel/apartamento (ou olha o mapa do Booking), e confirma a quantas quadras de distância ele fica do Parque.

Se for longe pra caramba, talvez não faça tanto sentido ficar por lá, e você pode começar cogitar as opções (deliciosas, por sinal) a seguir…

1.2 – Opções alternativas (e excelentes) para se hospedar em Medellín

Se você quer ter uma experiência mais “local” e menos turística, mais tranquila e gostosinha, e muito cômoda, com tudo que é necessário próximo: farmácias 24 horas, mercados, restaurantes, e até uma vida noturna grande – embora não tão grande quanto no Parque Lleras – recomendo muito fortemente o bairro Laureles (sim, eu copiei boa parte desse parágrafo do texto em que falei bem de Medellín…)

Laureles também é recomendável se você gosta de futebol, porque o estádio Atanasio Girardot fica lá. E até se você não gostar de futebol: convenhamos que todo brasileiro é Atlético Nacional depois da demonstração linda de humanidade deles.

Onde se hospedar em Medellin Laureles melhores bairros.jpg
as ruas tranquilas e gostosas de Laureles

Laureles foi um dos primeiros bairros existentes de Medellín. Visualiza um lugar extremamente bonitinho, sossegado e arborizado, que te faz sentir uma tranquilidade gostosa enquanto caminha nas ruas ouvindo o som do vento nas árvores e vendo os cachorrinhos passeando, pra chegar num mercado gigante logo ali do lado, ou numa avenida gigante com mil opções de restaurantes e festas (Carrera 70).

O bairro tem esse mix de tranquilidade com comodidade e movimentação que me agradou bastante.

laureles medellin onde se hospedar.jpg
um dos muitos restaurantes na Carrera 70

Me hospedei inicialmente (e não-inicialmente) lá. A ideia era me hospedar em lugares diferentes, mas acabei querendo continuar em Laureles (pra todo sempre, se fosse possível).

Mais especificamente no hotel Asturias, que foi onde fiquei. Esse hotel é adorável pra caramba, tem um baita custo-benefício, e ainda vou escrever uma resenha só sobre ele daqui a um tempo, porque ele merece mesmo.

Cabe mencionar que além de Laureles, Medellín tem um bairro que parece ser “parente” dele: Los Colores.

As qualidades são as mesmas e eles são praticamente vizinhos, divididos basicamente pelo Estádio. Escolhe o que te apetecer mais.

1.3 – A opção mais econômica de hospedagem em Medellín

Se você só quiser saber um dos bairros mais baratos pra se hospedar na cidade, geralmente muito visado pelos viajantes mais econômicos, a resposta pra isso é o Centro.

Mas se você também quiser saber minha opinião, ou se eu me hospedei ou hospedaria lá, a resposta é “não”.

Apesar de Medellín ser uma cidade extremamente agradável, o Centro foge um pouco dessa regra, e tem uma atmosfera muitas vezes bem hostil.

Se você não quer ter a preocupação de voltar pra casa/hotel cedo, e não poder sequer caminhar nos arredores a partir de determinado horário (o que pode te deixar dependente de táxi, e nem vale tanto a economia), eu não recomendaria o Centro.

De coração, não acredito que exista necessidade de colocar sua segurança em risco pra priorizar economia, porque Medellín já é uma cidade bem barata, com muitas opções em conta, mesmo em bons bairros.

Até no hypadíssimo Poblado você encontra opções super econômicas, procurando bem.

Mas até aí, não sou nenhuma especialista em “hospedagem em Medellín”, e se você não liga pra nenhuma dessas ressalvas, e insiste no Centro da cidade, leia os relatos dos viajantes que já se hospedaram lá antes, pesquise bastante sobre os arredores de onde vai ficar, e esteja sempre atento.

Cada um tem sua opinião e percepção do local, então fica aberto pra que outras pessoas que já se hospedaram no Centro e tiveram uma experiência positiva possam recomendar aí em baixo nos comentários também.

2 – Onde comer em Medellín:

Em todo bairro de Medellín você vai esbarrar com o Crepes & Waffles (dá pra ver um deles inclusive naquele mapa do Parque Lleras lá em cima), e se você gostar de crepes (e waffles… *capitã óbvia*) tá realizado. Mas mesmo se não gostar tanto, recomendo dar uma chance e experimentar.

A massa do crepe é fininha, e tem muitos sabores inusitados e diferentes. E na hora da sobremesa, os waffles são uma coisa de maluco.

onde comer em medellin crepes and waffles.jpg
sério… (diz se não deu vontade de esfregar a cara aí)

Em Laureles descobri o Submarino Express: um lugar informal e bacana que vende fast food /sanduíches de frutos do mar (conceito original e genial, aliás). Tem muita coisa diferente e gostosa pra experimentar lá, e um molho de maionese com maracujá que nunca pensei que fosse falar isso, mas é uma delícia (sério, quando que você espera dizer “delícia” pra combinação “maionese e maracujá?”).

Também em Laureles, o Kusí foi uma grata surpresa: um restaurante de comida peruana muito gostosa (como toda comida peruana no planeta, até a comida peruana na Colômbia), suquinhos diferentes e gostosos (que vem num copo GIGANTESCO e você não vai dar conta) e ambiente interessante.

E se você gostar de pizza, massas e muito bom atendimento (quando fui ganhei até pirulito, bala e perguntas sobre meu estado de saúde – eu tava passando mal na hora), a dica é La Pizza de Alejo, em El Poblado. Fui parar lá “sem querer” e foi outra surpresa boa.

Eu sei que deveria recomendar restaurantes de comida colombiana, já que quando a gente viaja espera provar a comida do local, mas a dica que dou sobre a comida colombiana basicamente é: experimente o feijão deles. É muito gostoso.

No restaurante do Museu Botero, comi um prato bem farto, com um feijão delicioso. Recomendo.

Café Botero onde comer em Medellín.jpg
Café Botero, restaurante bem bacana (e não é muito caro!) dentro do Museu de Antioquia

E a limonada com coco me fez fechar os olhos e suspirar. Sério. Mas já falei sobre isso naquela lista de 20 dicas da Colômbia.

E pra se esbaldar com outros restaurantes típicos da Colômbia, recomendo caminhar na Carrera 70 em Laureles e entrar no que te seduzir mais. Tem muitos.

restaurante-em-laureles-medellin
esse, por exemplo

Termina aqui esse guia de hospedagem e comida em Medellín, e em breve vem um sobre as melhores atrações na cidade. Pra ler mais relatos e dicas de viagens na América Latina, fuça aqui.

Você também pode fuçar o 1 viagem, 2 visões no facebook, youtube e instagram. E até o próximo post!

 

6 comentários sobre “Guia breve de Medellín: Onde se hospedar, de quais bairros fugir e onde comer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s