Os melhores (e piores) bairros pra se hospedar em Buenos Aires – e o que fazer em cada bairro

Essa lista de melhores bairros de Buenos Aires também podia se chamar “onde me hospedei VS onde gostaria de me hospedar“, porque a verdade é que não gostei muito do bairro onde fiquei por lá (desabafei mais sobre isso aqui em: “O lado ruim de Buenos Aires“).

Me dei conta que escolher o bairro “errado” em Buenos Aires (e em qualquer cidade) pode estragar bastante uma viagem.

Então pra você não errar e estragar a sua também, segue uma lista dos melhores bairros pra se hospedar lá, especificando as vantagens e desvantagens de cada localização.

De bônus, tem um guia do que fazer em cada bairro.

Daí você pode, por exemplo, passear cada dia em um bairro no seu roteiro, e otimizar seu tempo na viagem, separando atrações próximas que queira ver.

Os melhores bairros de Buenos Aires pra se hospedar

Tem bairro pra fã de tango à fã de moda. Pra fã de arte à fã de parques verdejantes. Bairro pros boêmios e pros comilões.

O melhor bairro pra se hospedar em Buenos Aires se você é fã de arte, museus, grafites e da cena cultural em geral

Escolha Recoleta se você se identificou com a descrição acima. Provavelmente não vai ter opção melhor pra você. Esse bairro é charmoso pra caramba, arborizado, colorido e transpira arte, seja em grafites lindos espalhados pelas ruas (que vão te render fotos boas), seja em diversos museus, galerias e diversas outras opções culturais pra visitar por lá.

recoleta é um dos melhores bairros pra se hospedar em buenos aires.jpeg
as ruas arborizadas de Recoleta

Acho que um dia inteiro passeando no bairro não seria o suficiente pra descobrir todos os cantos charmosos e interessantes que Recoleta tem. Você volta com a perna moída pro hotel e ainda não desbravou nem 1/10.

Mas tem sim um lado ruim de Recoleta: lá não é barato. Os preços da estadia são bem inflacionados, em razão da localização.

No entanto, comparando com onde eu me hospedei, que foi um bairro bem mais barato (falo com detalhes logo abaixo), acho que o custo-benefício de se hospedar em Recoleta compensa. Recoleta tem absolutamente tudo perto, a localização é incrível. E o próprio bairro já é um ponto turístico por si só (além de concentrar muitos pontos turísticos), que você já vai acabar visitando de toda forma, então estar hospedado nele já te poupa de bastante locomoção.

onde se hospedar em buenos aires e o que fazer em cada bairro - parte 1 - recoleta
você provavelmente já ouviu falar da livraria El Ateneo: ela fica em Recoleta! Mas achei a livraria um ponto turístico mais fotogênico do que realmente legal – tipo eu

Por sinal, se você gostar da arquitetura europeia (e a maioria dos turistas em Buenos Aires adora isso) Recoleta é um dos bairros de Buenos Aires que mais tem esses “ares europeus” que os visitantes tanto gostam de contemplar por lá.

Até o cemitério da Recoleta é um “ponto turístico” e  um monte de gente vai pra lá, de tão bonito que é.

E o que fazer em Recoleta?

Babar na Avenida Alvear, tirar mil fotos dos grafites nas ruas, ir no Centro Cultural Recoleta, pagar de turista num Cemitério (Cemitério da Recoleta), conhecer a tão famosa livraria El Ateneo (me frustrou um pouquinho, mas vá lá de toda forma, falei sobre isso aqui), assistir um espetáculo do maravilhoso Fuerza Bruta.

O melhor bairro de Buenos Aires pra fãs de Tango

Quando viajei pra Buenos Aires, peguei um desses pacotes promocionais em que você não escolhe onde vai se hospedar, então não escolhi o hotel normalmente pelo Booking, como costumo fazer.

Fui total de “deixa a vida me levar”.

Daí a vida “me levou” (ou o pacote, no caso) pra um hotel em Abasto.

como é se hospedar em Abasto em Buenos Aires.jpeg
batendo perna em Abasto

Abasto é um bairro não tão comum aos olhos e ouvidos dos turistas em Buenos Aires, então é possível (e totalmente normal) que você nunca tenha ouvido falar, mas tem bastante coisa legal pra conhecer lá.

Um shopping lindíssimo que merece a visita (shopping Abasto, que é inclusive o maior shopping da cidade), um Teatro Ciego (uma iniciativa inclusiva e sensacional em Buenos Aires) e também é um bairro paraíso dos fãs de tango.

Mas não é um bairro tão seguro (e deve ser justamente por isso que não é tão escolhido por turistas).

Absolutamente todo mundo aconselhava que andasse com o máximo de atenção, e evitasse passear de noite por ali.

Não sei se vale a pena se hospedar em um bairro em que você não se sente segura já que todo mundo vive te dando alertas, por mais econômico e próximo de coisas legais que seja. Mas claro, muita gente ama a experiência de se hospedar em Abasto (os fãs de Tango principalmente), assim como tem pessoas que amam ficar no Centro de Buenos Aires e em San Telmo – bairros que vivem o mesmo problema de “tem muita coisa legal pra ver, mas não tem tanta segurança”.

onde se hospedar em buenos aires - melhores e piores bairros - parte 2 - abasto.jpg
cara de sono e fome no shopping Abasto (porque eu tava com sono e fome mesmo)

Se você não se incomodar com o fator segurança, e for fã de tango, shoppings lindos, Carlos Gardel e afins, escolha Abasto sem medo.  É um bairro indicado pra quem quer economizar, porque a hospedagem lá é consideravelmente mais barata que em outros bairros.

E cabe mencionar que eu voltei bem, tô aqui vivona e nada de ruim me aconteceu por lá – tirando ficar assustada com tanto “alerta” que recebia o tempo todo de “NÃO SAI NA RUA AGORA NÃO”. Então se Abasto te atrair, vá sem medo, só com atenção.

Tem hotéis incrivelmente cômodos no bairro, que ficam bem em frente ao metrô e você só precisa dar uns 6 passos pra chegar no metrô – e consequentemente em quase todos os pontos de interesse de Buenos Aires. Um bom exemplo disso é o Hotel Abasto.

E o que tem pra fazer em Abasto?

Assistir um show de Tango, ir no Museu Carlos Gardel, conhecer o Shopping Abasto, Teatro Ciego, ver um monte de grafite do Carlos Gardel nas ruas (em síntese: se você for fã de Carlos Gardel, não deixe de ir lá mesmo). Pra quem viaja com crianças: vá ao Museo de los niños, no Shopping Abasto (e já mata 2 passeios num só). Você não vai se arrepender.

abasto hotel em buenos aires - abasto é um dos melhores bairros pra se hospedar na cidade, além de ser um bairro econômico.jpg
Abasto hotel (foto daqui)

Desvantagem de Abasto:

Não é tão seguro como Recoleta, por exemplo, nem como o bairro bonitão que vou falar agora:

O melhor bairro de Buenos Aires se você é fã de parques verdes e lindos, calmaria e moda

Palermo é o bairro mais verde de Buenos Aires, onde você mais vai poder respirar calmaria e ouvir passarinhos cantando em bosques imensos e verdejantes.

Então se você curte grandes parques verdinhos e bem cuidados, jardins e construções pomposas, seu bairro é Palermo. Se você gosta de moda, seu bairro também é Palermo. E se você gosta de estar num bairro que está na moda por si só, seu bairro é Palermo mais ainda.

Palermo só não é tão bom se você não gosta de caminhar, porque o bairro realmente exige longas caminhadas pra ir de um parque a outro, por exemplo (e também te exige disposição pra caminhar nos próprios parques, que são enormes).

os melhores bairros de buenos aires pra se hospedar - palermo.jpeg
andando (muito) em Palermo

Além disso, apesar de ter estação de metrô em Palermo, não vi nenhuma estação nesses grandes intervalos. As únicas estações que vi ficam na Avenida Santa Fé, que te ajudam basicamente a chegar no bairro, mas depois você se vira nos trinta pra caminhar em espaços tão gigantes.

Cabe mencionar que em Palermo rola uma subdivisão do bairro: tem o Palermo chico, Palermo viejo, Palermo Soho, Palermo Hollywood.

Palermo Soho é a localização ideal pros fãs de moda, já que tem um monte de grife, galerias, cafés charmosos moderninhos na rua e a Plaza Serrano, onde rola uma feirinha famosa. É lá em Palermo Soho que tem o metrô de Palermo também.

Ah, e pra quem viaja com crianças, a Casa da Barbie tá lá.

E o que fazer em Palermo?

Muita coisa (a maioria envolvendo jardins e parques).

Seu dia em Palermo vai exigir fôlego:

Jardim Botânico, Zoológico de Buenos Aires, Planetário Galileo Galilei, Parque Japonês, Jardim das rosas, Feirinha da Plaza Serrano, Casa da Barbie, ver a Floralis Genérica, e por aí vai.

O melhor bairro em Buenos Aires pros boêmios

Falou em boemia, falou San Telmo.

Falou em estátua da Mafalda, também.

os melhores bairros de buenos aires pra se hospedar - san telmo - mafalda.jpeg
bem casuais

Logo, você vai passar em San Telmo de toda forma pra conhecer esse “ponto turístico” da Mafalda, e pegar uma provável fila enorme (já se prepara psicologicamente) pra sentar do lado dela no banquinho e tirar uma foto (eu peguei uma fila tão grande que quase desisti).

Os preços de hospedagem no bairro também são convidativos (você pode checar aqui).

E lá tem a famosa feira de San Telmo (com esse nome ela não poderia ser em outro lugar, realmente).

Só cabe alertar que, se você optar por San Telmo – em razão da boemia, da Mafalda, da feira e dos bons preços – é importante redobrar a atenção por lá. San Telmo não é um bairro muito seguro, diferentemente de Recoleta e Palermo, por exemplo.

O que fazer em San Telmo?

Pegar fila pra tirar sua foto com a Mafalda, pechinchar na Feira de San Telmo, ver os Patios de San Telmo e o Bar Sur, “boemizar” bastante.

A melhor opção em Buenos Aires pra quem curte bairros modernos, arranha-céus e gastronomia

Puerto Madero é um bairro bem novo de Buenos Aires. Quer dizer, novo mesmo não é, porque agora ele já existe há uns 100 anos, mas tem “ares” de novo ainda, sabe como é?

Os prédios são todos suntuosos, modernos e cheirando a novinhos (não cheirei eles, na verdade…). O bairro é todo bem pavimentado, tem aquela Puente de la Mujer bonitona, as praças são bem cuidadas, os hotéis com vista mais impressionante provavelmente ficam lá, e alguns dos melhores restaurantes da cidade também. De dia, o bairro é cheio de executivos. De noite, é cheio de gente comilona de bom gosto, naqueles restaurantes e bares que ficam ao ar livre, nos docks.

Puerto Madero tem uma vibe meio “Hong Kongiana”, com aqueles arranha-céus. Por conta disso, pra quem curte hotéizões modernos (um exemplo é o Hilton, que só de abrir o link e ver a primeira foto já solto um MINHA NOSSA SENHORA, e o CH Madero, que é menos suntuoso mas ainda assim incrível) com vistas impressionantes à noite (de uma selva de pedra toda iluminada) e restaurantes elegantes, provavelmente não tem bairro melhor do que esse mesmo.

puerto madero, um dos melhores bairros de buenos aires pra se hospedar
Puente de la mujer e os prédiozões (foto do pixabay, porque claro que eu não tiraria uma foto sensacional dessa, ainda mais com o celular furreca que viajei na época)

E tem um grande bônus nesse bairro:

É em Puerto Madero que você também pode pegar um barco (Buquebus) pra Colônia del Sacramento, no Uruguai, e visitar dois países numa viagem só.

O que fazer em Puerto Madero:

Tirar foto turistona na Puente de la Mujer, comer em bons restaurantes, ver a Fonte das Nereidas, pegar um Buquebus pra Colônia del Sacramento, contemplar a vista dos prédios altões, ir no Museu Fragata Sarmiento, tomar um café no Yacht Club.

Resumão: quais os melhores bairros em Buenos Aires pra quem quer economizar? E quais os bairros mais seguros?

Bairros econômicos: Se você quiser muito economizar, alguns dos bairros mais escolhidos pelos turistas que oferecem preços em conta são San Telmo, Abasto e o Centro (coloquei links nesse post pra opções de hospedagem em todos esses bairros, mas faltou o Centro, que coloco agora aqui).

Você encontra opções de bom custo-benefício procurando bem em Recoleta, Palermo e Puerto Madero também, mas não com tanta facilidade como nesses.

Bairros seguros: Já Recoleta, Palermo e Puerto Madero são bairros considerados mais seguros.

Mas claro que é sempre bom ficar atento e não andar com câmera no pescoço e dinheiro muito à vista em qualquer lugar de Buenos Aires (e da América Latina… e do mundo).

“Viajando sozinha, que bairro você recomenda se hospedar?”

Pra quem viaja solo, eu recomendaria Palermo e Recoleta em razão da segurança, comodidade, metrô próximo e da quantidade de coisas legais pra ver e fazer pelos próprios bairros.

Puerto Madero também é seguro e interessante pra quem quer muito ir pro Uruguai também. Se você viajou sozinha pra Buenos e gostou de outro bairro, fica à vontade pra sugerir e compartilhar a experiência nos comentários.

Leia também:  Vai viajar sozinha? Respondendo 10 perguntas sobre viagens solo

Bônus: um bairro que é muito turístico, mas mesmo assim não recomendável pra se hospedar

O Caminito de Buenos Aires deve estar na sua lista de passeios a serem feitos por lá. Mas apesar de ser um passeio turístico agradável pra alguns, foi unanimidade entre as pessoas com quem conversei em Buenos Aires que o bairro onde o Caminito fica (La Boca) não é seguro.

os melhores e piores bairros pra se hospedar em buenos aires.jpg

Até alguns taxistas de Buenos Aires se recusam a ir pro Caminito depois de determinado horário, então acredito que cabe um alerta.

Termina aqui esse guia dos melhores bairros de Buenos Aires em alguns aspectos e piores bairros em outros aspectos, que espero muito que te ajude a decidir onde se hospedar por lá – ou a montar o roteiro com a lista do que fazer na cidade, por bairro.

Recomendo dividir o roteiro em Buenos Aires por dias: 1 pra cada bairro (ou 1 dia pra 2 bairros, ou 3… o que seu tempo e disposição permitirem!), que fica mais fácil de ver tudo.

Até o próximo post e qualquer dúvida pode mandar aí embaixo!

Leia também: Buenos Aires, pero no mucho – o lado ruim da cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s