O que fazer em Lima (além de obviamente se esbaldar com a comida incrível)

Um tempo atrás, quando escrevi sobre as primeiras impressões da capital do Peru, finalizei o relato com aquele papo já manjado de “depois eu escrevo mais, listo coisas legais pra se fazer em Lima, blablabloblo”.

Daí o tempo passou, acumulei relatos que queria registrar, e essa frase virou promessa de político.

Como não gosto de promessa de político, e nem queria deixar de escrever sobre os lugares maneiríssimos que Lima tem a oferecer, vou cumprir agora.

15 coisas gostosas pra fazer em Lima (e ainda faltou coisa aí):

Escrevi 15 só porque minha mão começou a doer, senão acho que seguia na empolgação e ia até umas 78.

Realmente achei Lima uma cidade totalmente merecedora de mais dias pra se curtir, e todo dia bate uma saudade e vontade de voltar. Bora lá:

1. Conheça o Circuito mágico del água – é mágico mesmo

O Circuito das águas no Parque de La Reserva é um dos passeios mais divertidos de Lima (se não for O mais, só não me sinto apta a dar o título pra nenhum, porque poderia ser injusta com algum outro).

circuito-magico-del-agua-parque-de-la-reserva-o-que-fazer-em-lima

Lá é bonito demais, baratinho, acessível (tem bastante rampa e vi muitos cadeirantes se divertindo – o Peru tá de parabéns na questão do esforço pela acessibilidade em vários lugares, aliás), interativo e moleza de ir.

Já falei muito sobre ele, incluindo preços e outros detalhes, com fotos, relatos de sofrimento, dicas, horários, precisão cirúrgica e até gifs aqui, inclusive.

bule-no-circuito-magico-das-aguas-parque-de-la-reserva

Você fica impressionado desde o começo da fila (e com o tamanho dela também) até o fim do passeio. Não à toa, o Circuito mágico del água é citado em 30 a cada 10 listas de “melhores lugares pra conhecer em Lima”.

2. Eu não sei por que o Museo Larco não tá na lista dos melhores museus do mundo

O Museu Larco é um daqueles museus que agradam até quem não é muito chegado em museu.
Acho que isso dá uma ideia boa do tanto que ele é bacana.

Além de cheio de conteúdo e maneiríssimo por dentro, ele também é BEM bonito e agradabilíssimo por fora.

flores-no-museo-larco-lindo-de-viver
de babar

Rodeado de flores, com um jardim delicioso pra se passar uma tarde tranquila e um restaurante bem conceituado entre todos os visitantes que experimentam os pratos por lá.

de-boa-no-jardim-do-museo-larco
Comer no restaurante, olhando praquele jardim e ouvindo os pássaros, depois de aprender tanto sobre uma civilização fascinante e dar umas risadinhas das esculturas incas eróticas, já rende uma experiência bem bacana, até pra quem não quiser saber de museu.

E sendo muito franca, visitei alguns dos museus hypadões que encabeçavam a lista dos “melhores do mundo” e nenhum deles me agradou tanto quanto o Larco. Mas aí é questão de gosto também. Só indo pra descobrir se vai gostar tanto quanto eu gostei. Depois me conta!

3. Huaca Pucclana – de dia ou de noite

O Peru não cansa de surpreender, então você tá lá casualmente andando nas ruas gostosas de Miraflores, e do nada se depara com RUÍNAS INCAS GIGANTESCAS no meio da cidade.

vista-do-restaurante-huaca-pucllana-o-que-fazer-em-lima-miraflores
sério, olha que sensacional (foto daqui)

Huaca Puccllana, além de lindo, pode ser visitado tanto de dia quanto de noite (e fica bonito de formas bem diferentes nos dois) e ainda tem um restaurante lá dentro que te permite ter um jantar incrível contemplando a “paisagem” das ruínas.

4. Ver o pôr do sol do Faro de Miraflores

Não precisa de muita explicação, só olha:

por-do-sol-no-faro-de-miraflores-em-lima-peru

5. Você vai acabar parando no Larcomar

Quase todo mundo que vai pra Lima vai parar no Larcomar. E dá pra entender perfeitamente.

O Larcomar é um shoppingzão lindo ao ar livre em Miraflores, no meio de um barranco, com uma vista BEM bacana pro pacífico (que já conjecturei aqui sobre por que raios esse oceano recebeu o nome pacífico se ele não é nem um pouco “da paz”).

shopping-larcomar-em-lima-miraflores-o-que-fazer-na-capital-do-peru
foto da página do facebook do shopping

Lá tem muitos bons restaurantes, que vão te permitir comer bem, olhando pro mar, e babando não só pela comida, mas pela paisagem também. Além de lojas legaizíssimas que te tentam a comprar um monte de coisa.

O horário de funcionamento é das 11 às 22. O shopping é acessível, contando com um elevador, e vimos também seguranças cadeirantes por lá. Sensacional.

E não é todo dia que a gente tem a oportunidade de estar num shopping aberto no meio de um barranco.

Por falar em Barranco…

6. Conheça Barranco

Barranco é tipo a Lapa limeña. Não sei definir melhor.

Mas visualiza uma Lapa muito mais bonitinha e caprichada, com um ar mais gostosinho e tranquilo, e cenários que podem render umas fotos bem românticas.

Se você for do tipo boêmio vai gostar bastante de lá. Se não for, vai gostar também. O bairro é charmoso e tem um monte de galeria de arte bacana.

E é lá que tá a tal “puente de los suspiros“, que reza a lenda que se você cruzar ela inteira prendendo a respiração, seu desejo vai se realizar (depois me conta se rolou mesmo).

7. Conheça o Bosque El Olivar

Esse passeio é incrivelmente bonito, e costuma estar um pouco fora do roteiro da maioria dos viajantes – tanto que a gente só conheceu porque foi um próprio limeño que levou a gente lá, o Mario, que por sinal é um ser humano fantástico e fez a gente concluir oficialmente que peruanos são simpaticíssimos (taí, vou acrescentar isso no próximo tópico aqui).

8. Aprenda muitas coisas com os Limeños

Não gosto de generalizar pessoas, cada um é cada um, mas talvez generalizar pro bem esteja valendo: peruanos são incrivelmente simpáticos e comunicativos.

A probabilidade de que você, por exemplo, entre em um táxi e receba gratuitamente um guia verbal de Lima, sobre tudo que você deveria fazer na cidade, onde comer, os pratos mais recomendados, como sobreviver ao soroche no Machu Picchu e coisas do tipo, é bem alta.

Aliás, o melhor prato que a gente comeu no Peru (presta atenção, é o melhor prato que a gente comeu no PERU, isso é bem significativo porque no Peru todo prato já é o melhor), foi graças à recomendação de um taxista que não só recomendou, como levou a gente lá. E por falar nisso…

9. Vá ao restaurante Cordano, na Plaza mayor

E peça o lomo saltado con tacu tacu. E depois vem aqui e conta como foi a experiência.

Confia.

10. Aproveita que tá na Plaza mayor e já aprecia o local

Você muito provavelmente já ia fazer isso mesmo, diz se não. Acho que o centro da cidade costuma estar na lista de 98,87% dos viajantes que vão pra lá, então não tenho muito o que acrescentar aqui.

11. Se você gostar de parapente, tá feito

Lima deve ser uma das cidades mais propícias do mundo pra quem gosta de voar de parapente. Aliás, não só voar, mas assistir aqueles parapentes coloridos no céu também é uma experiência bem agradável.

Em Miraflores, especialmente, você pode se esbaldar bastante com essas cenas:

 

12.  Se você gosta muito de gatos, vai se esbaldar no Parque Kennedy

O Parque Kennedy nada mais é do que uma pracinha (bem agradável) no meio da cidade, mais especificamente em Miraflores (já deu pra notar que é muito possivelmente em Miraflores que você deveria se hospedar logo, né?).

Não é pra esperar muito mais do que isso, é só uma praça mesmo, tem gente que vai lá esperando um “ponto turístico” e depois reclama. O grande “tchuns”, no entanto, é que o parque tem algo muito inusitado e bacana de se ver: CENTENAS de gatos vivendo em paz lá, e bem cuidados.

Eu usei a palavra “centenas” mesmo, viu. Amantes de gatos realmente vão ficar radiantes de felicidade, sentando num banquinho ou debaixo de uma árvore e fazendo carinho neles, que são mansos e já muito acostumados com tanta gente.

gatos-no-parque-kennedy

A parte triste é que eles provavelmente estão lá por terem sido abandonados, mas… 😦 o pessoal do parque tem feito um excelente trabalho em cuidar bem deles, então a população de Lima tá de parabéns nesse sentido.

13.  Assistir os cãezinhos passeando nas praças

Outra coisa da qual a cidade é muito bem servida são essas praças bem verdinhas gostosas, com cães passeando em absolutamente todos os horários do dia.

caes-passeando-parques-de-miraflores-por-do-sol

(Essa parte de “todos os horários” é séria, teve uma vez que saímos 2 da manhã pra comer, e voltando às 3 ainda tinha cão passeando tranquilasso no parquinho)

schnauzer-rebelde-passeando-parques-de-miraflores-por-do-sol
“vem, tobi”  “não vou não, você não manda em mim”

14. Quer comprar coisa e voltar com a mala cheia de tralha? Então vai no Mercado Inka/Inka Plaza

Esses mercados ficam em Miraflores, um muito próximo do outro, e tem diversas lojinhas que oferecem produtos típicos do Peru (que você provavelmente já vai estar doido pra levar) a preços muito bons.

Ainda tem a possibilidade de negociação de preços, claro, pro preço ficar melhor ainda. No Peru sempre tem.

15. Obviamente comer. Comer feito um doido.

Eu nem precisaria sugerir isso aqui, porque a partir do momento que uma pessoa experimenta a comida peruana, a probabilidade dela já sair comendo feito doida mesmo sem qualquer indicação pra isso é grande.

Os sabores diferentes, os temperos, a variedade e inovação dos pratos (lá tem muitos sabores e pratos que a gente nem imaginava que existiam) são uma coisa de deixar qualquer um que goste de comer maluco mesmo.

Se você tiver gastrite ou algo parecido, só peça pra colocarem “poco aji”, porque a comida é quase sempre bem (beeeem) temperada e apimentada.

Ah, e olha:

AVISO IMPORTANTE PRA QUEM GOSTA MUITO DE COMER COMIDA BOA:

É em Lima que você tem que aproveitar pra comer muito mesmo, porque em boa parte dos destinos mais visitados no Peru tem o mal da altitude, e nessas cidades é mais recomendável que você coma menos, pra não passar mal.

as ondinhas do pacifico
Lima sendo adorável

Termina aqui essa “sucinta” lista de coisas pra se fazer em Lima, que talvez um dia ainda aumente.

E um negócio impressionante é que a cidade ainda é um destino daqueles que a maioria vai sem expectativa e não valoriza tanto quanto deveria. Sei lá, se eu fosse chutar uma estimativa, diria que 975,99998% (não sou boa com estimativas, admito) dos viajantes costumam ir pro Peru com um foco no Machu Picchu, e aí acabam vendo Lima (injustamente) só como a “conexão que eles ‘tem’ que fazer antes de ir pra Cusco”.

E a verdade é que Lima pode te surpreender bastante como destino, então vá, e vá de coração aberto.

BÔNUS (“O PATRÃO FICOU MALUCO”) – mais uma dica de Lima:

Uma última dica é que se você for no verão ou primavera, deve gostar mais ainda da cidade, porque o céu fica menos nublado e aí ainda tem pôr do sol bem lindo de brinde.

Espero que esse post ajude alguém a montar o roteiro, e se a lista te ajudou, ou se você ficou com alguma dúvida, fica à vontade nos comentários!

Pra ler outras dicas sobre outras cidades do Peru é só checar a lista de relatos aqui!

AH!!! Já ia esquecendo: agora o 1 viagem,2 visões não é mais excluído digitalmente e tem uma página no facebook (que nesse momento já tem INCRÍVEIS 7 SEGUIDORES, mal podemos nos conter de empolgação!!!), então quem quiser seguir lá, pode seguir que a gente fica feliz que nem pinto no lixo!

Até o próximo post semana que vem!

28 comentários sobre “O que fazer em Lima (além de obviamente se esbaldar com a comida incrível)

  1. Quanta coisa bacana para fazer. Com certeza iria nessa praça que mencionou para ver os gatinhos, sou apaixonada por esses animalzinhos e tenho 6 em casa rs, também iria adorar ver os cachorrinhos passeando. E o que falar desde pôr do sol, algo que não pode faltar não é 🙂 Beijos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s