Canyons de Capitólio ou “levamos 26 horas pra chegar mas valeu a pena”


Capitólio é/foi surreal. Mas bem surreal mesmo. A começar pelo fato de que provavelmente foi a viagem mais longa e complicada (e a história sobre a complicação é igualmente longa) pra  chegar em um lugar que em tese é “logo ali”.

Encarar um tantão de horas pra ir “logo ali do lado” pode doer um pouco no coração, mas todo o perrengue que passamos pra chegar valeu absurdamente a pena, e a verdade é que tenho vontade de fazer de novo mais umas 38 vezes.

Como chegar em Capitólio?

Resumindo bem resumido, pegamos um avião pra BH, e depois de curtir um cadinho a cidade (que vai render outro post) nós pegaríamos carona até Capitólio.

A viagem de BH pra Capitólio deve(ria) durar, no máximo, umas 5 horas.

viagem de bh a capitolio quanto tempo dura dicas.png
ou pelo menos é isso que o Google Maps diz

Ocorre que essa foi a carona mais kafkiana da nossa existência (vou pular a história porque é longa mesmo), então a viagem acabou levando horas e horas (e horas) bem além do previsto (até porque a gente não previu nada, quanto mais tudo que rolou).

Quando estávamos na estrada, ainda recebemos por amigos no celular, nos poucos momentos em que a internet pegava, a notícia do atentado terrorista que tinha acabado de rolar, que matou mais de 100 pessoas na França e que inicialmente nos pareceu pegadinha do malandro, de tão inacreditável, e depois que caiu a ficha deu uma baqueada, preocupação e tristeza absurda (amigos nossos estavam na França).

Então antes de chegar em Capitólio eu já tava com aquele pensamento de “olha, mas tem que valer muito a pena esses canyons depois de tudo isso”, sabe como?

E o mais surreal (a palavra surreal vai se repetir bastante vezes nesse post) das surrealidades foi: valeu demais. Depois a viagem continuou surreal, mas devido à beleza e delícia do lugar, que tem uma das paisagens mais lindas que já vimos nas nossas vidas, e as águas mais gostosas de se nadar juntos feito 2 lontras.

canyons de capitolio 4
e eu tô falando sério

Esse lugar foi emocionante por diversos motivos além da beleza absurda, dos momentos gostosos, da complicação pra chegar envolvendo até operação policial, da notícia inacreditável no caminho, e do fato de que eu caí nas pedras (tinha que rolar algo assim) e minha companhia me salvou pra variar.

A emoção veio também do fato de que era noivado de um moço que nos convidou, e isso nos fez presenciar uma cena tão bonita dos dois, que não deu pra ninjas não picarem cebolas invisíveis perto dos nossos olhos em determinado momento (e olha que não me emociono com essas coisas e geralmente quero dormir ou fugir nesse tipo de cerimônia).
Foi bacana demais viver essas coisas num lugar tão destruidoramente lindo.

cachoeira nos canyons de capitolio de tarde 2

Lá a gente também comeu cada coisa gostosa que benzadeus. Tinha um pão de queijo que eu gostaria de ter levado uma medalha pra colocar nele.

Foi no café da manhã, no Hotel Engenho da Serra, e quem quiser pode até anotar esse nome, que é possivelmente o melhor lugar pra se hospedar por lá (e ainda tem esse pão de queijo vencedor do campeonato mundial dos pães de queijo). Vamos falar melhor do tópico “onde se hospedar em Capitólio” mais pra baixo.

mira que agua lindaaaaugh
a água gostosa ali atrás

Sobre as cachoeiras que você vai encontrar em Capitólio

As águas das cachoeiras de lá eram muito gostosas. Como em toda cachoeira, eram geladas, mas essas não são taaanto.

Tinham uma temperatura ideal, que ficava ainda melhor depois da gente se habituar.

As pedras são realmente perigosas, tem alguns pedaços em que são pateticamente escorregadias e é molezinha de cair. Você pensa que não é tão grave assim, mas só de encostar a ponta do dedo mindinho sem atenção já quase se estabaca.

canyons de capitolio de tarde
Ainda assim lá nos canyons tinha crianças e idosos curtindo tranquilamente (eles só eram mais sensatos e não se aventuravam tanto nas pedras) e inclusive foi por lá que conhecemos a senhora mais encantadoramente empolgada desse planeta.

Ela tava tão de bem com a vida, entusiasmada com tudo que via, e não parava de exclamar sobre a beleza do lugar com aquele sotaque mineiro forte adorável. Era contagiante a empolgação dela! Depois a gente ainda descobriu que justamente essa senhora que nos deliciou com tanto entusiasmo era a mãe do amigo (o que noivou!) do Ricardo, porque o mundo é oficialmente um ovo.

nois rindo a toa nos canyons de capitolio

Onde se hospedar em Capitólio?

Como eu disse ali em cima, o Hotel Engenho da Serra foi uma surpresa deliciosa, e o próprio hotel te leva nos passeios de lancha pra esse pedacinho fascinante do mundo. Além de ter aquele pão de queijo que marcou minha vida no café da manhã.

Toda a comida lá é deliciosa, aliás, e você ainda tem a experiência de comer enquanto passarinhos e borboletas vão passeando por ali e às vezes chegam mais perto pra “pedir” gentilmente sua comida.

Você pode buscar e reservar o hotel pelo Booking, por esse link aqui (é só jogar “Engenho da Serra” na caixa de busca que ele é o primeiro que aparece), e ver outras opções também que te agradem mais. Mas acho difícil alguma agradar mais que ele, de verdade… se não me engano ele é inclusive o melhor avaliado por lá.

O quarto era daqueles que dão vontade de se mudar pra lá: tinha uma varandinha gostosa, cama bem grande e confortável, banheira enorme com hidromassagem (mas acho que nem todos tem, confere antes), uma atmosfera bem boa de casinha de campo, e os funcionários simpáticos e solícitos pra caramba.

Veredito de Capitólio

Voltei quebrada, ardida do sol (a essa altura já é fato notório que volto quebrada e ardida de absolutamente todos os lugares), e ainda assim feliz da vida e muito grata… Ou triste, porque dava vontade de não ir embora.

Tem isso ainda, depressão pós-viagem, quando é tudo bom demais e não dá vontade mesmo de voltar. Mas como a volta pro Rio foi igualmente cansativa, chegamos tão cansadinhos que não deu tempo de sofrer, e só carregamos as memórias lindas (e uma muda de ipê) pros próximos dias.

Capitólio definitivamente vale a pena.

Leia também: Como conciliar o amor por viajar com o medo de avião?

E você já seguiu o 1 viagem, 2 visões no facebook ou no instagram? Segue lá que a gente fica feliz feito os passarinhos do café da manhã no Engenho da Serra quando alguém dá pãozinho pra eles!

Um comentário sobre “Canyons de Capitólio ou “levamos 26 horas pra chegar mas valeu a pena”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s