Guia de sobrevivência pra primeira vez na CCXP: como chegar de metrô, onde é melhor se hospedar, como é ir sozinha pra CCXP SP, como economizar, enfim, TUDO)

Uma das minhas “side quests” da vida – e provavelmente da sua também – era conseguir ir numa CCXP um dia.

Digo “conseguir” porque não é tão fácil: ir na CCXP é caro, é longe (e isso porque moro no Rio, mas vi gente se despencando até do Acre pra lá), e ainda exige que você seja o Flash pra comprar os ingressos mais baratos, uma vez que eles esgotam absurdamente rápido.

dicas da CCXP SP: como chegar de metrô na CCXP, como economizar, o que levar, onde se hospedar, etc
Se não for o Sonic ou o Barry Allen, chances são grandes de que você perca o ingresso no primeiro lote

Mas nessa lista toda de “dificuldades”, outra coisa que é difícil é uma pessoa muito nerd não ter um mínimo de curiosidade pra saber como é uma Comic Con. E não só saber, mas sentir como é, que são coisas absurdamente diferentes: antes de ir à CCXP eu li, ouvi, assisti e reli muita informação sobre lá, mas só indo à CCXP eu tive uma noção exata do que falavam.

Por exemplo…

Não tem uma pessoa que não reclame das filas da CCXP. Daí você fica até saturado de ler tanto sobre fila, achando que as pessoas devem estar exagerando nessas reclamações, que não é possível que as filas sejam tão significativas pra um evento assim, e pensa que “todo evento grande tem fila, então pra que raios todo mundo fala disso?”.

Até você ir.

E descobrir que as filas da CCXP são realmente um evento à parte.

E que, se você se submeter a muitas filas, vai passar muito mais tempo nelas do que em qualquer atração de lá.

É nesse nível, de verdade.

Ou então, outro exemplo…

A comida. Que todo mundo diz que é cara. Mas você acha que não deve ser tão grave até se deparar com um brotinho a R$ 22,00.

Ou então…

O cansaço. Que você tanto ouve as pessoas resmungando de como voltaram esbodegadas da CCXP. Mas não percebe a dimensão do cansaço até ir numa CCXP e voltar como quem esteve em 5 dias seguidos da Maratona São Silvestre.

como chegar metrô CCXP onde se hospedar e dicas para a primeira vez na CCXP SP sozinho.jpg
comemorando porque finalmente fui na CCXP (ou comemorando ter voltado inteira, pode ser também)

Então vamos falar sobre isso e muito mais – e como tentar evitar ou amenizar essas coisas todas – pras pessoas que estão indo pela primeira vez na CCXP.

Como eu fui sozinha, vou compartilhar umas dicas pra quem vai sozinho na CCXP também. Segue então esse “guia” escrito por alguém que acabou de ir pela primeira vez e ainda tá com a sensação de trauma com filas (e de perna moída) muito vívida.

Primeiro: pra quem vai viajar pra CCXP (“avance 2 casas/tópicos” se morar em São Paulo)

A primeira coisa que eu recomendaria, especialmente pra quem vai de avião, é pra já comprar sua passagem com antecedência, assim que souber a data da CCXP. Sério, adia não.

Pesquisei as passagens vários meses antes da CCXP de 2019 e o preço tava sensacional. Pechincha mesmo.

Mas não comprei, bocó que fui. Fiquei “refletindo” mais um pouco.

Nisso de deixar pra comprar tempos depois, pimba, o valor piorou bastante. Quase que dobra.

A ocupação dos hotéis também aumenta significativamente no período da CCXP – até porque, a CCXP definitivamente não é o único evento rolando em São Paulo naquele período. Então essa é outra coisa que recomendo a reserva com antecedência.

Até pra pegar valores mais baratos, antes que os hotéis/hostels se dêem conta que “opa, é época de CCXP, bora aumentar absurdamente essa diária aqui” (acontece).

E onde se hospedar se você vai pra CCXP?

Tudo que você precisa pra ser feliz é se hospedar num hotel próximo ao metrô.

Tendo isso, você já tá feito, porque vai facilitar muito o tópico “como chegar na CCXP” que falo a seguir. Isso é extremamente importante também porque uber fica cobiçadíssimo, e consequentemente caríssimo pra ir e voltar de lá.

Se você se hospedar próximo à Paulista, por exemplo, o uber vai estar mais ou menos 100 reais pra voltar da São PauloExpo no horário próximo à saída do evento (ou pelo menos foi esse o valor em dezembro de 2019). Então é melhor já eliminar essa preocupação.

Já se você fizer questão de ir e voltar de uber, aí o negócio é procurar hospedagem ali perto da Jabaquara e da São Paulo Expo mesmo, que vai fazer seu uber ser uma facada menos dolorida – perceba que não falei que vai deixar de ser facada.

E como chegar na CCXP?

Vou usar de base aqui o fato de que todas as últimas CCXPs foram no mesmo lugar – se mudar logo no ano que você for, desconsidera tudo – mas enfim, a CCXP costuma ser na São Paulo Expo, que é perto do metrô da Jabaquara.

Não é aquele “perto” assim “nooooossa, como é peeeerto”, leva um tempinho considerável de caminhada da Jabaquara pra São Paulo Expo, e quando a gente não conhece o caminho nem o lugar, tudo parece muito mais distante.

Mas não se desespere (ler no tom do narrador de comerciais da Polishop), porque a própria CCXP costuma disponibilizar um ônibus que te leva, gratuitamente, da estação de metrô da Jabaquara até o evento.

E também não se preocupa em “achar” o ônibus na saída do metrô: vai ser muito moleza – na real vai ter um fluxo tão grande de pessoas indo na mesma direção que você já se encontraria/seria praticamente arrastado numa multidão na direção do ônibus.

Mas na dúvida, tem muita gente da própria CCXP lá na estação de metrô também, pra te orientar.

Alguns seguram plaquinhas, outros berram, outros seguram plaquinhas e berram, enfim, se perder você não vai.

Daí vai ter uma fila pra pegar o ônibus, claro… tudo na CCXP tem fila envolvida.

É só esperar até chegar sua vez de entrar no ônibus, que vai te levar confortavelmente sentadinha até o local, e chegando lá você vai entrar… em mais algumas filas. Na CCXP que não é.

Quantas filas mais eu vou pegar até entrar na CCXP?

Primeiro vai entrar na fila pra pegar sua credencial, se ainda não pegou ou se não pagou pra enviarem pra sua casa.

Se você for um bichinho econômico como eu, vai deixar pra pegar sua credencial lá. Se for um bichinho afoito, vai pagar pra mandarem a credencial da CCXP pra sua casa com antecedência. Enfim, vai depender se você tem mais pontos na skill “economia” ou “rapidez”.

Mas a boa notícia é que a fila pra retirar a credencial costuma ser rápida (porque ao que tudo indica, nerds em sua maioria são afoitos e todos já chegam lá com a credencial no pescoço).

E tá aí um público afoito mesmo, porque os ingressos da CCXP esgotaram meses antes do evento.

Depois,você vai colocar sua credencial no pescocinho e se for fazer cosplay na CCXP, vai ver um espaço onde cosplayers se apresentam pra mostrar se tão levando alguma bazooka, arma de destruição mundial ou coisa parecida, porque aí eles poderiam ser barrados lá na frente.

Se não for fazer cosplay, ou se não estiver portando nenhuma ak47, siga direto.

Depois você vai entrar em mais algumas filas pra entrar na CCXP. Se comprou o ingresso social, não esquece de levar seu livro – no final desse texto vai ter uma “check list do que levar na CCXP” pra você relembrar tudo – porque vão pedir pra você mostrar seu livro mesmo, e depois, mais láá na frente, vai ter uma caixa grandona pra você colocá-lo.

Você anda mais um pouquinho, anda mais um poucão, anda mais um pouco e aí, finalmente… chega na CCXP.

Como é ir sozinha pra CCXP?

É tranquilão. Diria até que tive a impressão que é uma das melhores formas de se ir.

(Leia também: O lado bom e o lado ruim de viajar sozinha ou “devo ir se Maria Carla não vai?”)

Mas se você, por qualquer razão, não gosta de ficar sozinho, segue plot twist: é muito difícil ficar sozinho por muito tempo na CCXP. Você conhece gente na fila do ônibus pro evento, no ônibus, nas filas, nas outras filas, nas lojas, no Artist’s Alley, andando no evento, enfim, a cada 15 minutos você pode estar fazendo amizade.

Mas além disso eu diria que é um evento muito gostoso de ir sozinho, porque a CCXP é um evento tão grande e com tanta coisa pra fuçar, que é difícil que sua companhia quisesse ir exatamente nos mesmos lugares que você e na mesma hora. Então indo sozinho você tem essa “liberdade” de ir exatamente onde quer na CCXP e exatamente quando quer, o que acaba otimizando seu tempo.

Não tô dizendo que ir em boa companhia não seja sensacional, se bobear até melhora, especialmente se forem pessoas com gostos compatíveis, mas em síntese: se quiser ir sozinho, pode ir que é muito bom também.

Só uns pontos pra ter em mente aqui se você for sozinha pra CCXP:

  1. Por motivos óbvios, vai ser mais difícil tirar foto nas atrações. Mas isso de certa forma é bom, porque aí você curte mais e tira menos foto. E também é facilmente resolvível por outras pessoas prestativas que estão lá (e são muitos, a CCXP é um antro de gente legal – e pode ser um antro de gente não tão legal também, como todo lugar cheio);
  2. Não vai ter ninguém pra “guardar seu lugar” nas filas. O que também até pode ser “resolvível” pelas mesmas pessoas acima (e se você for cara de pau de pedir);
  3. Transporte público realmente é o melhor meio possível de ir e voltar da CCXP sozinho, já que não vai ter ninguém pra rachar o uber facada contigo. Já vai olhando se seu hotel é perto do metrô. Acho que nem dividindo o uber por 4 fica barato, quanto mais pagando na íntegra.

Como economizar na CCXP:

Comprando os ingressos no primeiro lote se você tem certeza que vai, já economiza um bocado.

Comprando as passagens alguns meses antes (recomendo uns 3 ou 4, mas vai acompanhando as promoções que surgem durante o ano) e reservando o hotel com antecedência também.

Indo de metrô ao invés de uber, vixi, já economizou mais de 100 reais aí.

Não caindo nas supostas “oportunidades imperdíveis” de compras na CCXP: o preço dos produtos lá não é bom. Ir na CCXP com o objetivo principal de “comprar” pode não ser boa ideia (com exceção do Artist’s Alley).

Às vezes é mais negócio ir pra CCXP pra descobrir e analisar o que tem disponível que pode te interessar e depois procurar fora do evento – vai estar no mesmo valor ou até mais barato.

Mas principalmente, se você precisa economizar: não esquece também de levar lanche e água na mochila, porque lá tudo é muito caro.

Bônus: breve dica pra quem vai fazer cosplay na CCXP

Se você tem pavor de pessoas pedindo pra tirar foto com você/de você, e só quer passear no evento sem nenhuma interrupção, talvez ir de cosplay não seja uma boa ideia.

Vá tendo em mente que umas das consequências do cosplay são exatamente essas. Mas vale muito a pena, é divertidíssimo – diria que a forma mais divertida e completa de aproveitar o evento – e rende sorrisos de crianças que acreditam que o personagem querido delas é real (e às vezes adultos também).

Processed with VSCO with c1 preset

Conclusão e check-list do que levar na CCXP:

Se você estiver indo pra CCXP então, já coloca na mochila (aliás, lembrando que uma “mochila” já é algo a se levar):

  1. Carregador portátil;
  2. O livro da sua entrada social, não esquece;
  3. Garrafa d’água (não precisa ser de 1 litro, porque vai pesar, ser ruim de carregar e acho que você nem vai ter tempo de tomar tudo isso, mas uma garrafa pequena-média, que dá inclusive pra encher nos bebedouros lá);
  4. Salgadinhos pra não morrer de fome e pressão baixa, docinhos pra engabelar a barriga porque a comida lá é cara;
  5. Sapato muito confortável pra andar loucamente;
  6. Meias que não sejam de algodão, pelo mesmo motivo do item 5;
  7.  Dinheiro além do cartão de crédito, caso queira garantir alguma compra no Artist’s Alley;
  8. Sua identidade, não esquece;
  9. Paciência;
  10. Baixa expectativa;
  11. Se for dormir em fila pra ir em painel cobiçado, putz, aí é melhor levar uma mala: a galera leva colchão inflável, cobertor, saco de dormir, comida, e mais um monte de coisa que “não sou capaz de opinar” porque não fiz isso, mas deixo o espaço dos comentários aberto a quem quiser compartilhar a experiência e dicas que podem salvar quem tá indo pela primeira vez na CCXP e pretende encarar essa odisseia.

Até o próximo post e fica à vontade pra seguir o 1 viagem, 2 visões no instagram e no facebook também!

Aproveitando que vai estar em SP pra CCXP, leia agora, pra não desperdiçar: Os melhores passeios nerds em São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s