Como chegar no paraíso em Alagoas: Santuário Ecológico Fazenda de Santa Tereza, em Atalaia (dicas, informações úteis, muita foto e etc)

Tem uma coisa que me deixa injuriada: o nordeste, e especialmente o estado de Alagoas, chega a ser injusto. É muito paraíso concentrado num lugar só.

Não satisfeito em ter praias ridiculamente lindas, gostosas e quentinhas (como Maragogi e São Miguel dos Milagres), Alagoas ainda inventou de ter uma reserva ecológica quase ofensivamente bonita, que me deixou abobalhada quando vi pela primeira vez. Se chama Santuário Ecológico Santa Terezinha, e fica em Atalaia.

como chegar no santuário ecológico santa terezinha em atalaia algoas.jpg
(eu disse que fiquei abobalhada, olha essa cara aí)

E apesar da extrema falta de informação sobre o Santuário de Santa Tereza, o passeio pra lá é totalmente praticável e dá pra ir de boa saindo de Maceió. Então não desista de ir (como eu quase desisti) e mantenha a Fazenda no seu roteiro em Alagoas (recomendei também outros passeios lindos pro roteiro aqui).

A única grande dificuldade em chegar no Santuário é em relação à falta de informação. Mas agora você já sabe pelo menos o nome do lugar, que ele fica em Atalaia e a menos de 2 horas de viagem de Maceió, que é absurdamente lindo e que vale o passeio (foi o lugar mais bonito que vi em Alagoas, e talvez no Brasil… Talvez no mundo).

dicas do santuário ecológico e fazenda santa tereza em atalaia alagoas.jpg
pra não deixar nenhuma dúvida

De Maceió pro Santuário, a viagem realmente não leva nem 2 horas – a menos que você se perca demais, mas esse post vai dar as coordenadas pra isso nem acontecer – e achei que cheguei bem mais rápido lá do que em São Miguel dos Milagres, por exemplo, que é um passeio que muitos turistas fazem saindo de Maceió (e é outro paraíso, que mencionei nessa lista aqui: top 5 lugares lindos de Alagoas).

Vamos às outras informações (todas as possíveis), pra você decidir ir de uma vez:

1. Como chegar no Santuário Ecológico Santa Tereza, em Atalaia – Alagoas?

Não consegui encontrar nenhuma companhia ou guia que fizesse tour pra lá (talvez esse cenário mude conforme o lugar está sendo descoberto e divulgado), então é provável que a única opção possível pra chegar na Fazenda de Santa Tereza em Atalaia seja de carro.

Google Maps te dá a direção direitinho, e pra localizar você precisa buscar por “Santuário Ecológico Fazenda de Santa Tereza” (o Santuário tem muitos nomes possíveis, então é sempre confuso saber por qual buscar).

Só tem um porém: o pontinho vermelho do Santuário fica meio que “flutuando no nada” no mapa, e você pode acabar entrando numa estradinha errada, que sabe-se lá onde vai parar (foi o que quase nos aconteceu).

como chegar no santuário ecológico santa terezinha em alagoas atalaia
“O que é um pontinho vermelho flutuando no nada?” O Santuário Ecológico Santa Tereza

Pra evitar que você se perca como quase me perdi, fiz uns vídeos explicativos quando tava chegando lá, que ainda vou postar no youtube. Mas basicamente, é só seguir a rota do google maps e quando estiver quaaase quase chegando no Santuário, os vídeos vão te ajudar a saber onde entrar e onde não entrar (“CADÊ ESSES VÍDEOS MINHA FILHA?” – PERA QUE EU ACABEI DE CHEGAR DE VIAGEM E SOU FILHA DE DEUS).

Mas uma dica que já posso dar por foto é essa aqui ó, que botei nos stories do instagram mas vale a pena repetir:

como chegar no santuario ecologico santa terezinha um dos lugares mais lindos de Alagoas
quando chegar nessa plaquinhadentro do Santuário, é só virar eternamente pro lado direito, pra encontrar as piscinas naturais

O santuário é imenso, e pode ser fácil se perder lá dentro, então grava essa dica da plaquinha aí em cima pra achar as piscinas!

Outra dica é: você vai ver várias casinhas coloridas quando estiver chegando perto do Santuário. Quando você encontrar as casinhas, pode comemorar, porque falta pouco e você tá no caminho certo. E mais uma dica: alguns leitores compartilharam a informação que conseguiram chegar no Santuário facilmente usando o Waze.

2. “Mas como chegar na Fazenda Santa Terezinha sem carro/sem dirigir?”

Se você for como eu, que mal dirijo uma bicicleta sem rodinha, não entre em desespero.

Assim que cheguei em Maceió, saí perguntando feito doida sobre o Santuário Santa Tereza, mas como disse lá em cima, nem guias turísticos e nem super companhias recomendadas por hotéis tinham ido, nem sabiam como chegar ou sequer tinham ouvido falar da Fazenda, daí o desespero foi batendo mesmo. Mas todo o desespero foi compensado depois:

View this post on Instagram

Na última foto fiz um mistério danado pra deixar todo mundo curioso, o que me faz concluir que eu não valho nada e sequer merecia estar no paraíso. Mas agora revelando: esse lugar incrível que dá vontade de chorar de alegria quando você vê pela primeira vez fica em Alagoas (acompanha os stories e tem guia completo pra chegar lá no link da bio!), como se já não bastassem os outros mil paraísos concentrados nesse estado de gente sortuda e amável (e ainda vou escrever sobre as pessoas sensacionais que tive a sorte de esbarrar em Alagoas), mas bora falar das coisas boas desse estado ao poucos, senão esse post fica do tamanho do antigo testamento e nem sei se você aguenta ler até o final desse _ Aí você vê como a vida é injusta: cê não acha que já tem paraíso suficiente aí não, nordeste? Que palhaçada. Vamo dividir um pouco _ #1viagem2visoesalagoas #1viagem2visoes

A post shared by 1 viagem, 2 visões (@1viagem2visoes) on

Então o esquema que fiz pra chegar no Santuário foi pedir recomendação de um motorista que manjasse muito de Alagoas e de confiança pro gerente do hotel em que estava hospedada (que era sensacional, aliás, o Ritz Lagoa da Anta, e esse gerente também era gente boníssima e incrivelmente atencioso).

Acabei indo pro Santuário com o Robson, e recomendo muito, porque ele definitivamente conhece Alagoas como a palma da mão e é muito confiável.

[Leia também: 9 “verdades cruéis” sobre o instagram]

No caso, o Robson também não conhecia o local (o Santuário é realmente um paraíso escondidinho até pra maioria dos alagoanos), mas encontrou direitinho, dirige muito bem e é muito profissional e cheio de informações riquíssimas de Alagoas pra compartilhar. E agora depois de conhecer, ele sabe bem ir pra lá, e é só pedir orçamento.

dicas do santuario ecologico santa tereza em atalaia alagoas.jpg
tô muito boba alegre no paraíso

Se você estiver hospedado no Ritz Lagoa da Anta então (o que também recomendo pra caramba), já sabe: é só perguntar pelo Robson e o passeio ao Santuário Ecológico Santa Tereza (e diz que leu no 1 viagem, 2 visões e que mandei um abraço! hahaha).

O Robson costuma estar sempre na frente do hotel, é um taxista credenciado de lá.

3. Qual o horário de funcionamento do Santuário Ecológico de Santa Tereza? E que dias a Fazenda fica aberta à visitação?

Você pode ir todo dia pro Santuário, mas recomendo ir de manhã bem cedinho (abre a partir das 8h) e evitar domingos, que é quando fica mais cheio.

[Já que você gosta de “lugares lindos”, checa essa lista de 13 lugares lindos pra conhecer na Colômbia, tem uns que são lindos no nível desse santuário, e achei a Colômbia um país bem barato pra viajar]

Apesar de ser um “paraíso escondido”, tem quem conheça, e se você for em um dia de maior movimentação, isso pode estragar a experiência – às vezes 2 pessoas já estragam, se elas levarem um carro de som e ligarem uma música altíssima, por exemplo.

Aliás, foi justamente o que aconteceu quando fui. Cheguei cedo e o local ainda tava bem deserto, só com umas 2 moças fazendo um book de grávidas (que provavelmente deve ter ficado lindo). Mas depois, lá pras 11:30, foi chegando uma galera, e colocaram um forró e sertanejo bem alto pra tocar, que abafava os sons naturalmente gostosos do local.

(No momento em que a foto acima foi tirada, por exemplo, ainda tava bem cedinho. Por isso que tá tão vazio e com mais ares paradisíacos ainda!)

Se você estiver pensando em levar carro de som, então, não precisa: é bem melhor contemplar os sons incrivelmente relaxantes do local. O som dos pássaros, das folhas das árvores, da água correndo (esse é sensacional, até gravei e joguei nos stories), das nascentes, dos animais… enfim, não só o cenário, mas até os sons do Santuário ecológico são deliciosos. E são raros, por isso é bom aproveitar.

Além disso, outros visitantes podem não ter o mesmo gosto musical que você, enquanto o som daquela mata é amado de forma unânime.

Horário de visitação da Fazenda:

O horário de visitação oficial é das 8:00 às 16:00, todos os dias da semana. Mas tem um detalhe importante: existe a possibilidade de você ir e dar de cara na porta, já que a gente tá falando de uma propriedade particular. E esse é provavelmente o principal motivo desse paraíso ser tão desconhecido, aliás.

[Leia também: Os melhores bairros pra se hospedar em Maceió]

Também existe a possibilidade de você ir e se deparar com essas piscinas naturais lindíssimas “em manutenção” (de vez em quando esvaziam elas pra limpar), o que pode ser extremamente frustrante no seu passeio na Fazenda. Alguns leitores me mandaram por DM fotos das represas vazias, e eu mesma, quando fui, vi 2 das piscinas vazias – por sorte ainda tinha essa lindona aí das fotos cheia.

View this post on Instagram

Tô sem postar nos últimos tempos porque ao que tudo indica morri, vim pro paraíso e não sei a senha do wi-fi celestial, mas quando voltar da experiência etérea vou postar mais (e inclusive floodar esse feed de fotos do céu na terra) _ (Esse paraíso fica em Alagoas ♥️ escrevi sobre no último post – tá no link da bio pra facilitar – e vou fazer uns mil stories, porque é merecido, guentaí) _ #1viagem2visoes #paraíso #morri #maceioalagoas #eucurtoonordeste #habitatdapaz #quetalviajar #sourbbv #americalatina #sejogacomigo #mochileirosgrupofechado #brazil_repost #saudade #vempraca #faltouvc #praiasexoticas #discoversouthamerica #idlatino #topofbrazil #destinosimperdiveis #1viagem2visoesalagoas #soulaloha

A post shared by 1 viagem, 2 visões (@1viagem2visoes) on

Mas acredito que vale o risco de tentar. Porque também existe a possibilidade de dar tudo certo e você conhecer um dos lugares mais lindos da sua vida.

Já deixo pra registro que fui em agosto de 2018 e correu tudo bem – com exceção de 2 das piscinas em manutenção.

Ah, e o valor da entrada é só R$ 10,00 (lembrando que esse é o valor de agosto de 2018).

4. “E qual o nome oficial do Santuário ecológico Santa Terezinha? Porque em todo lugar eu leio uma coisa diferente.”

Se você se confundir com a nomenclatura da reserva, relaxa porque aparentemente todo mundo tá confuso: o Santuário ecológico de Santa Terezinha também pode ser chamado de Fazenda Santa Tereza, Fazenda Santa Terezinha, Santuário de Santa Tereza e por aí vai.

Na verdade são tantos nomes possíveis pro local, que parece que ainda não há um consenso de como as pessoas vão chamá-lo. Já li de tudo. Chame de “paraíso” ou “um dos lugares mais bonitos do mundo” que tá tudo certo.

[Falando em “lugares mais bonitos do mundo“, dá uma olhada na lista de 12 lugares lindos no Peru –  são realmente de babar!]

O nome oficial, no entanto, ou pelo menos o que consta na plaquinha de entrada, é Criadouro Conservacionista do Santuário Ecológico de Santa Tereza. Ou seja, nenhum dos popularmente conhecidos.

Por sinal, essa é a plaquinha de entrada, que até me emocionei quando finalmente encontramos:

informações do santuario santa terezinha atalaia AL.jpg
plaquinha logo na entrada da Fazenda

5. Outras dicas do Santuário Ecológico Santa Terezinha (e informações úteis):

  1. Definitivamente leve repelente, porque a depender do horário os insetos podem encher o saquinho;
  2. E lanche e água mineral, porque lá não tem nenhum local pra comprar algo pra comer ou beber;
  3. E toalha, porque você pode passar um friozinho (a água não é quente, mas juro que é deliciosa e você não vai querer sair depois de entrar e se acostumar, pode confiar);

    20180806_113638.jpg
    “não quero sair daqui nunca na vida”
  4. Vi um banheiro lá, perto da segunda piscina natural que você encontra no caminho (perto da primeira piscina não tem banheiro);
  5. O santuário é gigantesco, é bom ir de carro ou bike mesmo;
  6. Mas quando você chegar na primeira piscina natural (essa das fotos aqui), dá pra ir andando pras outras duas;
  7. O local não é recomendado pra crianças: as piscinas são assustadoramente fundas (embora tenham pequenas partes rasas), e a água é mais densa (e deliciosa), o que torna nadar lá um pouco mais difícil. Também não tem nenhum segurança ou salva-vidas que fique por perto, e já teve mais de um caso de crianças morrendo afogadas por lá. Uma criança morreu lá muito recentemente, no final de julho de 2018.
  8. Leve sua câmera bem carregada e com muito espaço na memória, porque você vai ter vontade de tirar no mínimo 400 fotos, mas isso eu nem precisaria falar. E prepare-se pra descobrir que suas fotos nem vão precisar de filtro: o lugar é absurdamente lindo (exatamente como nas fotos que você vê por aí – as fotos do Santuário que posto lá no instagram são todas sem filtro, aliás, eu nem tive coragem de colocar filtro num lugar bonito desse).

Qualquer outra dúvida sobre o Santuário ecológico de Santa Tereza, fica à vontade pra mandar por aqui (eu tive mil dúvidas, então entendo bem), e segue o 1 viagem, 2 visões no instagram e facebook pra ver mais fotos e dicas de lá também! Tenho postado muito nos stories.

E acabou de sair a lista dos lugares mais bonitos de Alagoas: os 5 passeios mais lindos pra fazer quando estiver em Maceió.

Querendo se hospedar em Maceió, recomendo os primeiros hotéis dessa lista aqui.

Mas como disse ali em cima, já joguei aqui um guia completo dos melhores bairros pra se hospedar em Maceió, se você quiser mais informações antes de decidir.

17 comentários sobre “Como chegar no paraíso em Alagoas: Santuário Ecológico Fazenda de Santa Tereza, em Atalaia (dicas, informações úteis, muita foto e etc)

  1. Não me canso de ver as fotos deste lugar incrível! Tá na minha lista de lugares para conhecer urgentemente. rsrsrs
    E o quão assustadoramente são as piscinas? (pergunta de um não nadador) rsrsrs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hahaha tá certíssimo de perguntar mesmo (eu devia ter escrito, esqueci!! De repente complemento o post depois!) Chega a 6 metros! Acho que a piscina natural mais rasinha do Santuário tem 4 metros de profundidade, mas tem umas partezinhas rasas (pequenas) que dá pra ficar. Só não é recomendado de jeito nenhum pra crianças, outra morreu dias atrás lá, inclusive 😢
      E muuito obrigada pela leitura e comentário, feliz que você gostou/vai conhecer 🙏

      Curtido por 1 pessoa

      1. 6 metros??? 😮 SOCORRO! hauhauahauha Acho que vou ter que fazer um curso de mergulho antes de ir por lá! hahaha Mas eu com certeza irei. 😀

        Curtido por 1 pessoa

  2. Já que lá é uma fazenda, existe outras atividades além das piscinas imperdíveis?
    e esse valor é da entrada do local ou das piscinas, caso tenha outras atividades? lá tem algum lugar pra se hospedar? ou próximo?
    Achei divino o lugar! é com certeza mais um lugar pra conhecer! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Lorrene! Feliz que te deu vontade de encaixar no roteiro!!! Além das piscinas gostosas, tem trilhas, quedas d’água deliciosas, mesinhas pra fazer piquenique (mas infelizmente não tem nenhum local, nem próximo, vendendo nada pra comer, é bom levar mesmo), e parece que um espaço destinado à conservação de animais (que não cheguei a conhecer, infelizmente). Mas vi cavalinhos (uns que postei nos stories, inclusive)! Vá meesmo! Quanto a hospedagem, eu fiquei em Maceió mesmo, e foi tranquilo de ir, não levou nem 1 hora e 20 minutos! Falei sobre a facilidade de se hospedar em Maceió no post sobre os melhores bairros de lá! Muito obrigada pela leitura e comentário e volte sempre por aqui!

      Curtir

    1. Oi, Lari! Muito feliz que cê gostou e te inspirou a conhecer! Eu me hospedei em Maceió, valeu a pena me hospedar lá pra fazer os passeios por todos os paraísos de Alagoas e expliquei sobre isso nesse guia aqui, que lista os melhores bairros pra se hospedar em Maceió: https://1viagem2visoes.com/2018/08/22/os-melhores-bairros-pra-se-hospedar-em-maceio-bonus-dicas-de-lugares-pra-conhecer-em-cada-bairro-e-hoteis/ nesse post tem também um link pra contactar o Robson! Se você não encontrar, qualquer coisa manda uma DM lá no ig (1viagem2visoes) que ajudo com prazer! Beijo!

      Curtir

  3. Bom dia!.
    Não conheço o lugar nem tão pouco a pessoa que eu acabei de lê seus relatos…
    Duas belezas impares! O lugar e esta apresentadora!
    Me apresento, meu nome é Plínio Fabrício, sou natual aqui de Alagoas.
    Desde ontem quando ouvi falar deste lugar fiquei encantado! Acho que fiquei 2 horas vendo post do pessoal no instagram!
    Minha perplexidade se dá em duas frentes:.
    Primeiro, acho que alguem já deveria estar fazendo o pesseio de forma regular com transporte ida e volta desde a Capital!
    Segundo: quanto a apresentadora acho que deveria estar presente como redatora numa grande revista de turismo!
    Com essa sua narrativa onde até sua alma ” se teletransporta” pro lugar mencionado, deixa o leitor totalmente familiarizado com um lugar onde ele nunca foi!
    Parabéns pelo post !
    Imagine um país tão belo quanto o nosso tendo alguém como vc, sendo ministra do turismo!
    Morrer pra alcançar o paraíso nem seris pais preciso! Pois vc nos apresentaria ourtros paraísos!!!!!.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Plínio, ler seu comentário tão gentil fez meu dia hoje, muito obrigada por isso! Fiquei muito feliz MESMO! Quanto ao lugar, realmente não entendo como um cantinho tão bonito e paradisíaco de Alagoas (sua terra, aliás, é cheia dos paraísos) ainda não tem tour pra lá (talvez tenha algum, ainda desconhecido), mas chuto que é por se tratar de uma propriedade privada. Muito obrigada de coração pelas suas palavras, me animaram e incentivaram demais! Volte sempre por aqui, é uma honra saber que consigo teletransportar sua alma até o lugar, e obrigada pela gentileza e por tornar o dia de quem escreve mais feliz!

      Curtir

  4. Olá! Adorei o lugar e estou muito interessada em conhecer, sou motociclista e gostaria de saber se a estrada até lá é asfaltada e as condições desse asfalto. Minha moto é estradeira, por isso caminhos arenosos são inviáveis.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Carol! É lindo demais, né?! Obrigada pela leitura e o comentário, feliz que você gostou! Então, sobre a estrada, infelizmente tem várias partes não asfaltadas e arenosas conforme vai se aproximando do santuário (e no próprio santuário), e o carro inclusive pulava bastante 😦

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s