9 “verdades cruéis” sobre o instagram (ou “como conseguir seguidores”)

Me lembro como se fosse ontem: um dia aquele perfil de 100.000 seguidores no instagram seguiu o perfil do 1 viagem, 2 visões, à época de míseros 20 (e um desses devia ser um perfil da minha mãe que peguei pra me dar um auto-follow – beijo, mãe, te amo!).

“Olha o reconhecimento chegando!” pensei eu, iludida e feliz feito uma criança no natal. “Sou especial!”, “Ela gostou das minhas fotos!”. E acho que antes de terminar o terceiro pensamento, o perfil já tinha me dado unfollow.

observando os perfis me seguindo e parando de seguir logo depois

Era só mais um caso de follow-unfollow-follow que até aquele momento eu não entendia, e achava que todo mundo no instagram era completamente insano ou bipolar.

Decidi listar agora então, pra todos os outros igualmente (ainda) iludidos do instagram, as 9 verdades “cruéis” da rede social. E na parte 2 do texto, dar umas dicas pra conseguir seguidores (não que eu tenha muito sucesso nisso).

Guia IG – Parte 1: As 9 “verdades cruéis” do instagram

1. Aquele “AWESOME! Check my profile!” ou “Top!” que você recebeu na foto da sua limonada e te fez ficar todo prosa pensando “caramba, sou f*da, escolho limão como ninguém”, era só um bot, como todos os outros “nice” e “wow” que surgiram suspeitamente numa foto desfocada que você postou por engano;

2. E não se sinta mal, todo mundo já caiu nisso – inclusive eu, que ainda respondia todos eles com um  “thank you so much!!!” entusiasmado.
9 fatos sobre o instagram e dicas para conseguir seguidores[.jpg

3. O instagram é muito parecido com a vida: pessoas vem e vão. Mas no caso, é uma vida em velocidade recorde, em que seguidores vem num dia, e vão no outro (ou na mesma noite). É normal ficar todo pimpão quando um perfil grande (ou uma modelo russa de calcinha) te seguiu no instagram, pra logo depois ficar arrasado porque era só mais um caso de “follow-unfollow”.

4. Aquele perfil australiano de viagens com 40 mil seguidores que comentou “Nice” na foto em que você lamentava a doença terminal da sua vó, não era sádico. Ele nem viu sua foto, imagina se ia ler sua legenda.

dicas-problemas-e-dilemas-do-instagram.png
“top!”

5. Na verdade boa parte dos comentários no instagram vão vir de bots, que vão comentar coisas que não tem absolutamente nada a ver com as suas fotos, como “linda paisagem” numa foto de um sushi, “conheça nosso perfil!” ou “que fofo” na foto de um prédio abandonado.

6. Quase ninguém clica no link da bio.

7. Dos 20% de humanos reais (e não bots/cylons) que sobraram, 0,01% lê sua caption, e quando você faz uma pergunta, do tipo “qual seu suco preferido: laranja ou maçã?”, a maior parte das pessoas vai comentar com “linda praia” – e a foto era de um shopping.

8. Já meio que falei isso lá em cima, mas antes que seu coração seja partido: aquela russa de calcinha que te seguiu no instagram não é de verdade. Quer dizer, ela é de verdade, mas não foi ela que te seguiu.

9. Já falei que ninguém clica no link da bio?

BÔNUS: É normal receber muita DM suspeita de indiano, não fica preocupado(a).

E como conseguir seguidores no instagram?

É estranho escrever um texto sobre “ensinamentos” do instagram porque o 1 viagem, 2 visões é um “bebê” nesse assunto e tem muito pra aprender. Se você ainda não segue, aliás, chega aqui, que minha reação com cada novo seguidor é muito semelhante à reação de um Gollum com o anel (VOCÊS SÃO PRECIOSOSSSS).

Então vou me basear no que “quando faço, rende algum resultado”, ainda que em passos de tartaruga.

Dicas pra crescer no instagram:

Aqui eu só não vou jogar aquelas dicas óbvias de “compartilhe apenas conteúdo de qualidade”, porque a verdade é que todo mundo acha que o próprio conteúdo é de qualidade. Se não achasse, não compartilharia. Não consigo visualizar alguém pensando “olha que foto muito ruim, vou postar agora mesmo” (falando em foto muito ruim, leia: Como tirar fotos ruins na viagem – porque as boas todo mundo já acha que tira).

O mesmo vale pra dicas como “seja diferente”, porque todos nós acreditamos ser uma criatura absolutamente única em toda a história da humanidade, mesmo que estejamos postando uma selfie ou uma foto de pôr do sol.

Então vamos às dicas (um pouco) menos óbvias:

Dica 1 pra aumentar seguidores: O “mal necessário” das hashtags no instagram

O mais óbvio (dentro do menos óbvio), é: encha suas fotos de hashtag. Sério, encha. Sem dó.

E talvez você nem tenha noção do tanto que dá pra encher uma foto delas.

Tem hashtags sobre o lugar da foto, hashtags sobre o tema da foto, hashtags sobre as cores da foto, hashtags sobre o tema do seu instagram, e por aí vai.

Vou dar um exemplo: foto de uma igreja. Você pode colocar hashtags referentes ao tema “igreja”, e também à cidade da igreja… e ao país da igreja! E à arte sacra! E meu Deus, é tanta coisa, que 30 hashtags não são o suficiente! Explora sua criatividade aí.

(observa que nessa foto aí botei até mais hashtag do que legenda)

Se você quer atingir um público “internacional”, experimenta colocar sobre o tema em vários idiomas. Exemplo: postou um passarinho verde de saia rodada, coloca lá #passarinhoverdedesaiarodada em inglês, italiano e polonês.

[Leia também, pra rir: “A viagem ideal de cada signo (não acredito que fizeram um texto disso)”]

Esteticamente não fica legal mesmo aquela legenda com 30 hashtags poluindo o treco todo, mas tem formas de deixar menos desagradável visualmente também, como quebra de linha (a pessoa só vai ver se clicar em “mais”) ou colocar as hashtags nos comentários.

Por sinal, caso alguém não saiba, é 30 o número total de hashtags permitidas em uma foto do instagram. Então aproveita mesmo as 30. Quando você notar o tanto de temas que existem numa única foto, vai descobrir que até falta espaço e 50 cairiam bem.

Dica 2 pra ganhar seguidores: Existem dois motivos pra agradecer os comentários que você recebe nas fotos do instagram

Aqui você pode pensar aquela frasezinha malcriada “não sou obrigada”. De fato, ninguém é obrigado a nada. Nem a pessoa que fez um comentário gentil na sua foto era obrigada a comentar. Ela fez por gentileza e porque sua foto despertou essa vontade nela.

Logo, o motivo mais óbvio e que já deveria bastar é: agradeça por educação, por gratidão mesmo ou porque você gostaria que fizessem isso contigo.

se até esse gato consegue, você consegue também

Muitas vezes é impossível responder tudo e a gente tá enrolado mesmo. Volta e meia eu me perco nas notificações também, e perco de ler na hora comentários gentis que mereciam muito um “obrigada”. Nesses momentos de desespero, a solução é só clicar num coraçãozinho que fica ali do lado direito dos comentários, que não leva nem meio segundo, e você deve conseguir curtir 40 comentários em 10 segundos.

O segundo motivo pra agradecer, vou explicar com um exemplo que senti na pele:

Era uma vez Gertrudes, uma pessoa muito querida. Mas toda vez que eu comentava nas fotos de Gertrudes, ela nunca curtia, nem agradecia. O fato de não agradecer nem curtir me fez pensar: “acho que ela não gosta que eu comente” ou “acho que ela nem lê isso aí”. E aí eu parei de comentar. E todas as outras pessoas foram parando. E com o tempo isso fez o envolvimento com as postagens de Gertrudes ficar uma titica. Fim.

as palavrinhas mágicas

Então, se possível, evite agir como Gertrudes no instagram, até porque você ainda não tem o número de seguidores da Bruna Marquezine e consequentemente ainda não tem a mesma dificuldade que ela pra responder – e até ela responde alguns comentários, ow. Muitas vezes é difícil dar conta, mas não é impossível, e qualquer coisa tem o botãozinho “curtir”. Cola nesse curtir aí, que ele já demonstra alguma gratidão.

Dica 3 pra conseguir seguidores: Destaques em outros perfis do instagram

Outra forma de (possivelmente) conseguir seguidores é ser destacado em outros perfis no instagram. E pra concorrer a ser destacado você faz o quê? Usa hashtags! Hahaha. De novo elas!

A vida, aliás, me fez pagar muito pela língua: até pouco tempo atrás eu achava totalmente incompreensível alguém que postasse “#bomdia, gente, esse sou #eu, na #praia de #manhã com meu #cachorro #Partiu #bronze #carioca #sexy #arrasei #seurecalquebatenaminhabelezaevolta #catioro #auau #sextou” e agora eu tô aqui estimulando você a usá-las.

outra técnica pra bombar no instagram: poste foto de pizza. eu pelo menos curtiria. quem não curtiria?

Mas deixando meu passado que não entendia o poder das hashtags de lado: vamos supor que você tirou uma foto suprema de um lugar lindo da Bahia (aproveita e lê: Dorival Caymmi realmente sentia saudade da Bahia?).

Você coloca lá a hashtag de um instagram bacana voltado às fotos da Bahia, e se eles selecionarem sua foto, milhares de pessoas vão ver. Se o destaque for em um perfil mais amplo, como por exemplo, destaque do BRASIL, aí que o negócio fica bom mesmo.

Se cê receber respost / destaque em um instagram do MUNDO, aí parabéns, seu perfil acaba de zerar a internet, e o número de seguidores ou no mínimo curtidas e visualizações vai te deixar comemorando até mês que vem.

eu quando repostam minhas fotos dando créditos

3.1 Um detalhe sobre os destaques

Essa técnica do destaque às vezes não rende taaaanto resultado, na verdade.

E sabe por quê? Porque às vezes parece mesmo que 90% dos usuários do instagram são robôs lobotomizados comentando com palminhas e nem lendo na caption explicando que a foto foi tirada pelo instagram X.

Mas tudo bem, porque apesar de não render tanto resultado em números de seguidores conquistados, rende uma satisfação e você fica realmente feliz de ver que a foto recebeu essa apreciação de centenas ou até milhares de pessoas.

E satisfação às vezes conta mais que números (embora números também satisfaçam, a depender do que a gente esteja falando).

Dica 4 pra ganhar seguidores: Interaja no instagram, diacho!

Se você segue perfis de coisas que te agradam e temas correlatos ao seu, interagir com as postagens é quase uma consequência natural disso, ou pelo menos deveria ser.

Afinal, você gosta das paisagens da Croácia, e se seguiu um perfil da Croácia, consequentemente muitas fotos vão te arrancar um “UOU!”

Daí tudo que você precisa é verbalizar esse “UOU”, porque quem posta não adivinha o que você tá pensando… (felizmente, imagina que bagunça ia ser ler a mente dos outros).

“estou sentindo que aquela pessoa pensou ‘que foto linda’, porém nunca comenta” – não faça isso, porque ninguém tem o poder do professor Xavier

Aqui também vale a máxima (sempre vale) do “faça com os outros o que você gostaria que fizessem contigo”: você fica feliz quando recebe um comentário agradável na sua foto, e não tem vontade de fazer comentários agradáveis na foto dos outros, nem quando elas te inspiram a isso? Eu, hein.

Se você, por exemplo, não se interessa em perfis de viagem, a ponto de seguir outros pra divulgar o seu, talvez você deveria repensar se é realmente com o tema viagens que você quer se envolver tanto pelos próximos tempos. Afinal, você só quer saber de falar de viagens, e não de consumir ou ver nenhum conteúdo sobre isso.

[Leia também: Precisa ser rico pra viajar? Lista de coisas que quem viaja muito não costuma fazer]

Como que é isso, você só se interessa pelas suas fotos e dicas? E quando você vai pra um lugar que nunca foi, você psicografa tudo e adivinha o que tem lá?

Mesmo que você já tenha ido pros lugares mostrados naquele instagram, você dificilmente viveu as mesmas experiências, viu todos os lugares da mesma forma, captou todas as nuances e sabe de todas as dicas possíveis.

Dica 5 pra conseguir seguidores: Sobre os melhores horários pra postar no instagram

Falar “é melhor postar em um horário melhor” me faz sentir a capitã óbvia, mas vou ter que falar isso.

eu recomendando que você poste nos melhores horários, porque isso é melhor pros posts

E pra postar nesses “melhores horários” não tem muito segredo (infelizmente, porque eu adoraria saber o segredo logo) além de observação.

Você (infelizmente 2) tem que ir analisando durante os diferentes dias em que posta, qual dia da semana e horário rendeu mais engajamento. É coisa pra pegar um caderninho e anotar mesmo. Se você tem o instagram profissional, isso já te ajuda um pouco – não muito, porque as estatísticas oferecidas são baseadas na última semana, e não na atividade geral.

Mas uma coisa que notei é que existe o “momento péssimo” pra se postar, e esses você já pode evitar. Em épocas de grandes eventos, quase toda postagem “flopa”.

Na Copa, por exemplo, tá sendo uma porcaria (eu até já desabafei cantando sobre isso). Uma foto postada antes ou durante o jogo do Brasil (dias antes já fica bem ruim) tá fadada a mofar, ou a receber muito menos curtida do que receberia, já que todo mundo tá mais focado na seleção brasileira, e não em seja lá qual conteúdo você vende.

Ooou então você pode se adaptar e postar sobre a Copa ou algo relacionado. Aliás, esqueci de falar no primeiro tópico, mas se encaixa aqui: usar hashtags de datas especiais acaba sendo bacana, porque nesses dias a hashtag bomba.

 

Aí em cima, por exemplo, postei logo uma foto abraçando uma palapa na praia – por sinal a praia mais gostosa que já fui na vida – pra aproveitar a hashtag do dia do abraço. Fui Mcgyver? Fui. Fui cara de pau? Fui também. Tenho argumentos pra me defender? Não. Desculpa.

Dica 6 pra aumentar seguidores: Seguir perfis de temas semelhantes do instagram

Os motivos aqui são óbvios: você gosta daquele conteúdo, então faz até sentido que você siga esses perfis, mesmo se não esperasse que eles te seguissem de volta. Se eles forem pequenos/menos de 50.000 seguidores, pelo amor de Deus, tente evitar aquele negócio de seguir pra depois deixar de seguir, tá bom? Eles notam (eu noto, ow!) e é incômodo e frustrante pra caramba.

Vamos supor, você é fotógrafo e quer divulgar seu trabalho. O que você faz?

O instagram deve ter mais de 19.304.375 perfis voltados ao mundo da fotografia, à vida dos fotógrafos e alguns fotógrafos célebres de perfis com mais de 1 milhão de seguidores (esses, sim, não devem se incomodar se você seguir e depois deixar de seguir, porque nem vão notar, já que outras 30 pessoas seguem junto contigo por minuto).

[Aliás, falando em fotografia, leia: Como tirar fotos ruins nas viagens? (porque as boas todo mundo já acha que tira)]

Ou então você é “fashionista”: manda ver seguindo o perfil da “vogue”, da “cosmopolitan” ou outras parecidas.

Seu instagram é voltado pro público infanto-juvenil/adolescente: bota pra quebrar seguindo a “Capricho” e a Larissa Manoela.

Ou você é completamente indeciso e quer atingir todos os públicos de uma vez: segue logo tudo (não tão recomendado, porque você vai atingir um público nada a ver, e o engajamento com suas fotos vai ser uma titica).

E por que que esse esquema de seguir perfis semelhantes/ou de temas correlatos é bom pra ganhar seguidores no instagram?

O instagram tem um esquema bem esperto de “recomendações”. Eu já perdi as contas de quantas vezes descobri um perfil que muito me interessava só porque curti outro que muito me interessou.

Daí talvez seu perfil apareça do nada pra essas pessoas lá numas recomendações de “siga Y também -> porque você seguiu X”.

Isso rolou comigo uma vez que segui um perfil de arte felpuda muito fofinha, e entrei numa espiral de outros perfis de arte felpuda fofinha. Acabei passando a madrugada vendo arte fofinha.

E eu nem vou fazer nada com a arte felpuda fofinha, só perdi minha madrugada inteira olhando mesmo (depois descobri que essa tal arte felpuda fofinha se chama “amigurumi”, cê já ouviu falar? eu nunca tinha até então e fiquei deslumbrada olhando mil perfils POR HORAS).

O mesmo acontece se você seguir perfis de cães fofinhos. Um perigo.

E todos os cães são fofinhos, então é material pra ficar a vida inteira curtindo.

View this post on Instagram

Marca nos comentários aquela pessoa que também faz cara de bocó em transe quando recebe cafuné. _ Ou aquela pessoa que tem talento pra fazer cafuné, e te faz ficar com cara de bocó (aí problema é dela pra descobrir por que foi marcada). _ Foto tirada na cidade mais colorida e charmosinha da Colômbia, lotada desses habitantes adoráveis cheios de amor pra dar… _ #experienceColombia #galeriaco #idcolombia #igerscolombia #adotaretudodebom #mochileirosgrupofechado #colômbia #colombiahd #culturafotograficacolombia #igcolombia #ig_colombia #idlatino #mochilando #sourbbv #labrador #achadosdasemana #inspiração #visitcolombia #americalatina #viralata #fofura #inspiracao #fofuradodia #colombiaismagicalrealism #catiororeflexivo #adoteumamigo #dicasdeviagem #sourbbv #gosteifotografei_ #americadosul

A post shared by Maria | 1 viagem, 2 visões (@1viagem2visoes) on

(eis um exemplo)

Depois, isso também é bom porque pessoas que curtem aquele perfil, podem ficar interessadas em ver outras pessoas que o curtiram, e nessas elas vão descobrir o seu lá na lista: que vai ter um conteúdo similar, ou correlato, ou sei lá, com alguma ligação, nem que seja de 839204 graus de distância.

E então a pessoa pode, se quiser ou se interessá-la, seguir o seu perfil também.

Dica 7: Apoie e divulgue trabalhos bons dos colegas

Como você espera que alguém esteja diposto a apoiar o que você faz, se você não apoia pessoas com os mesmos objetivos que você? E como você espera, de coração, que alguém consuma seu conteúdo, se você não tem interesse em ver conteúdo sobre o mesmo tema dos outros (mesmo quando de muita qualidade)?

Claro que às vezes você tá meio corrido, com a mão doendo, sem tempo nem pra dormir direito, e só joga lá um like (ou nem isso) nas fotos, mas se puder, ou se a foto tiver te inspirado a escrever algo, escreva. Se você puder divulgar e ajudar a pessoa de alguma forma, ajude.

Não só porque pessoas vão ter acesso ao seu perfil a partir do seu comentário numa foto (e larga de fazer comentário pra isso, porque dá pra perceber, e as pessoas vão só ficar com preguiça de você), mas porque você vai estar deixando alguém contente do outro lado, e novamente, fazendo pelos outros o que você gostaria que fizessem por você.

E alguém que merece, já que tirou uma foto linda de uma paisagem na Ásia ou captou um momento adorável de um cãozinho serelepe com roupa de papai noel e te fez sorrir.

E o principal: aceite que o crescimento no instagram é lento

Sabe aquele perfil que cresceu de 1200 seguidores pra 12.000 do mais absoluto nada e você achou esquisito? Então, você achou esquisito porque é esquisito mesmo.

Claro, há exceções de crescimentos súbitos que não são tão estranhos: conteúdos que viralizam, investimentos pesados em divulgação, promoções. Mas em regra, todo criador de conteúdo passa pelo dilema “a cada X seguidores que ganho, perco X+2”, então não se sinta tão mal por isso.

Se você esquentar muito a cabeça com isso, você pira, ou começa a usar de artifícios não tão bacanas pra conseguir crescer (como comprar seguidores, sorteios ilegais ou fazer aquela coisa incômoda de seguir pessoas e parar de seguir – que é exatamente aquilo que faziam com você e você não gostava).

Então incorpora aquele pagode e “deixa acontecer naturalmente…”.

se tá indo devagar não se desespera, só continua que uma hora você chega lá

Mais do que muitos seguidores, você quer seguidores realmente engajados e que gostem do que você posta/consumam seu conteúdo. O que tem de gente com muitos seguidores e pouquíssima interação não tá no gibi, e você não quer isso.

Rega a plantinha com calma, que uma hora ela cresce. Mas se você afogar a bichinha ela morre pelo excesso.

Tem alguma outra dica de crescimento no instagram / já passou por algo irritante parecido?

Fica à vontade aí nos comentários! E até o próximo post!

(Lembrando que se você quiser deixar alguém feliz feito pinto no lixo, é só seguir o instagram e o facebook do 1 viagem, 2 visões!)

Leia também:

Como tirar fotos ruins na viagem (porque as boas todo mundo acha que já tira)

O país, cidade e viagem ideal de cada signo (“não acredito que fizeram um texto disso”)

Como conciliar o amor por viajar com o medo de avião?

E Como o vício em viajar pode te fazer mal (e ferir as pessoas ao seu redor)?

46 comentários sobre “9 “verdades cruéis” sobre o instagram (ou “como conseguir seguidores”)

      1. Ornitorrinca, nem sei se os comentários é aqui ou estou comentando na resposta de outra pessoa, mas ri demais com você nesse post que achei por acaso. Comecei agora com o Insta e justamente estava procurando o porque de pessoas que me seguiram e em um minuto deixaram de seguir…kkkk,, a última a miss Minas. Quando eu vi nem acreditei, minutos antes de eu ler isso aqui…kkkkk..agora estou tranquilo, depois que li essas respostas que vieram de encontro as minhas dúvidas. Que esse bom humor permaneça. Explicou tudo o que queria saber, brincando! Agora posso morrer em paz…opsss… dormir em paz! Beijos ! Muito bom! kkkkkkkkkk

        Curtido por 1 pessoa

      2. Que coisa boa ler seu comentário, Bruce, eu que vou dormir em paz depois de ler isso e saber que o texto te ajudou e te fez rir! Hahaha o instagram (e a quantidade de miss e gente famosa que segue do nada) realmente era uma “incógnita” pra mim no início! Muito obrigada pela leitura e comentário e volte sempre por aqui!

        Curtir

  1. Eu tenho instagram, mas basicamente não uso.
    Entretanto, essa realidade é a mesma em praticamente todas as redes sociais, WordPress / Blogger inclusos.
    Eu adotei a seguinte filosofia. Eu “sigo” todo mundo que me segue (se não for um perfil comercial).
    Mas eu só acompanho aquilo que verdadeiramente me interessa, mesmo que a pessoa não me siga. Há pessoas que eu gosto de ler e que eu gosto das fotos e textos e elas nem sabem que eu existo. Não há problema.
    Só que eu dou mais atenção aos blogueiros que efetivamente me seguem. Não porque eles me seguem, mas porque criamos laços 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Com certeza a chance de criar laços é maior quando o “seguimento” é mútuo! E se alguém compartilha conteúdo que nos interessa, realmente não faz sentido parar de seguir só porque a outra pessoa não “segue de volta”. Vai entender a lógica do follow-unfollow pra alguns… Muito obrigada pela leitura e comentario!

      Curtir

      1. Ah… Mas essa lógica eu entendo. Funciona, e muito bem, principalmente em blogs com menos seguidores, porque chama a atenção. É basicamente propaganda: “Ei, estoy aqui! Segue-me!”. E depois dá-se o unfolow porque o objetivo não é a troca. É arranjar seguidores…

        Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, a parte de “produzir conteúdo bom” mencionei no post que já tá implícita porque todo mundo acredita estar produzindo bom conteúdo (senão não produziria) hahahaha. O post é mais voltado a quem “sofre” com a lentidão pra crescer nas redes, mas é importante não se desesperar com o crescimento lento do instagram mesmo, senão a pessoa pira. Muito obrigada pelo comentário!

      Curtido por 1 pessoa

    1. Hahaha boooa observação, tava faltando mesmo! Volta e meia recebo um “COMPRE SEGUIDORES” e mais triste que saber que vendem é saber que só fazem isso porque compram (e comprar nem faz sentido pra qualquer propósito a não ser vaidade, já que os comprados não engajariam/consumiriam o conteúdo). Muuito obrigada pela leitura e comentário e volte sempre por aqui! 🙏

      Curtir

      1. A hora que a Lhama ver tua postagem sobre os flamingos, tu vai ver o tempo fechar. Ela não vai deixar barato.
        Ah, eu deletei contas na instagram e facebook…deve ser a crise da meia-idade chegando. Mas eu leio teu blog seguidamente, embora nem sempre deixe um comentário.

        Curtido por 1 pessoa

  2. Tenho sofrido algo ultimamente e gostaria da ajuda de vcs , tenho perdido muitos seguidores e entre alguns deles ,eles me informaram que não deixaram de seguir que o próprio Instagram o fez e sei que não é mentira pq clientes minhas tbm falaram o mesmo ,já passou por isso? O Instagram pode mesmo tirar seguidores seus ? A 3 meses não saio de 16.100seguidores

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Monica! Essa coisa de seguirem e depois pararem de seguir infelizmente é normal. Alguns fazem isso porque só querem ser seguidos de volta, outros porque usam bots que seguem e param de seguir automaticamente, e por aí vai. Sobre o Instagram fazer pessoas pararem de seguir, nunca ouvi falar, acho que isso não é possível. Mas 16.100 é um bom número, não se preocupa com isso! Parabéns!

      Curtir

  3. Muito legal, adorei ler e li tudinho. As vezes eu achava que era o próprio logaritmo do Instagram que fazia essa coisa de aumenta seguidores e logo em seguida diminuía hahahahahaha pq aparecia 13 pessoas começaram a seguir você daí eu olhava e tinha diminuído 6, 7 que loucura.
    Grata por suas explicações, vou aplicar os ensinamentos. 😀👍

    Curtido por 1 pessoa

  4. Adorei as dicas, sua sinceridade e leveza ao abordar esse assunto. Consegui me identificar em diversos aspectos com você. Também não entra na minha cabeça esse lance de follow-unfollow que alguns perfis adotam.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sempre que vejo um link teu lá no Pinterest eu dou uma clicada, pois teus posts são muuito bons de ler! Também tenho um insta (e um blog… E um canal 😅) de viagens, e me identifiquei super. Lembro-me de ser a pessoa mais confusa no início, até em algum momento me chamarem para um “grupo de curtidas e comentários”, aí eu comecei a entender como as coisas funcionam. Muito bom e parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Que alegria imensa ler que você gosta e sempre clica, MUITO obrigada, Igor! O Instagram tem realmente muito “mistério” quando a gente começa a usar que aos poucos vai se desvendando hahaha obrigada pela leitura e o comentário tão gentil e volte sempre por aqui!

      Curtir

  6. Depois de muita luta com uma página no insta, passei a entender que ali prevalece uma lei bem famosa no EUA: Nice guys finish last. Quem quiser ter um bom crescimento e fazer com que o algoritmo do IG trabalhe a seu favor, tem que calçar a cara a fazer óbvio: comprar seguidores e atividade. Caso contrário, vai ter que se contentar com um crescimento ínfimo e eventualmente negativo. Pra te desanimar ainda mais, vai ser bombardeado com páginas péssimas que possuem dezenas de milhares de seguidores te dando tchauzinho pela janela do ônibus, enquanto vc está ali a pé e desiludido. O mundo não é um lugar gentil e no insta isso não muda. Adorei o texto da autora mas continuo convencido de que sem um empurrãozinho pago, as suas chances de crescimento real são reduzidas.

    Curtir

    1. Obrigada por compartilhar sua experiência, Rodrigo, mesmo que seja uma percepção diferente do instagram, acho válida a troca de ideia.

      Então, indo além do aspecto ético e da própria violação aos termos no instagram, no caso não acredito que seja vantajoso comprar seguidores (e ainda engajamento), porque não percebo o sentido em ter que pagar pra pessoas nos seguirem e pra pessoas nos curtirem, já que isso significa, em síntese, que as pessoas que nos seguem não nos curtem, e até as pessoas que nos curtem não apreciam verdadeiramente o conteúdo (já que foram pagas pra isso). Logo, qual seria sentido de ter pago por pessoas que não curtem e não consomem o conteúdo efetivamente?

      Acaba sendo algo movido apenas pela “métrica da vaidade”, um número sem razão de ser, que não traz resultado efetivo, não traz retorno de seres humanos que admiram o trabalho, e que cada dia mais se agrava e fica mais explícito nas postagens que a pessoa não alcança quem a segue, ou que alcança mas não curtem nem engajam com o que ela posta, entende?

      Por isso vemos contas no instagram com menos seguidores que tem alto engajamento e alcance, e contas no instagram com 20.000 seguidores com 100 curtidas por foto. Com o tempo parceiros vão entendendo essa lógica e vão priorizando não só os números, mas a sinceridade desses números e o retorno deles. O próprio mercado vai se tornando mais perceptivo, a partir do momento em que tantas contas crescem dos 1000 pros 10.000 do nada, e mantendo um engajamento muito baixo. Se os números são comprados, os números não representam retornos. Na verdade não representam nada, entende? Números comprados no instagram não são números que poderiam ser comemorados e nos dar uma satisfação real.

      E redes sociais existem também pra uma troca, troca com seres humanos, que deixam de ser enxergados dessa forma a partir do momento em que são comprados pra apenas figurarem na lista de seguidores do instagram. Não há necessidade de comprar, a menos que haja uma necessidade de mostrar pro mundo que a pessoa tem seguidores. O que pode haver é a necessidade de alcançar/fazer essas trocas/transmitir seu conteúdo. Sobre assistir as pessoas te dando tchauzinho da janela do ônibus, não se preocupa isso, porque o nosso sucesso é medido pelo retorno sincero e real do nosso trabalho, e não pelo que o outro na janela está fazendo (a gente nem deveria esquentar em olhar a janela do ônibus se a gente decidiu ir a pé). No final, quem vai a pé não pega engarrafamento, chega lá de qualquer jeito mesmo que chegue mais devagar e caminhar faz bem pra saúde hahaha
      Já quando se fala em pagar anúncios no instagram, aí sim, isso não seria uma burla, e seria um método válido pra divulgar o trabalho, e então, se a pessoa que viu o anúncio quiser, te seguir. Isso, no entanto, é diferente de comprar seguidores e curtidas.
      Mas claro que cada um faz o que acreditar ser melhor na sua estratégia, desde que não faça mal a ninguém, e entendo que pra muitos é tentador, e a espera pode ser torturante. Alguns tem mais pressa ou sentem mais necessidade. Tudo dito aqui foi a minha percepção. E nessa minha percepção (que sequer sou grande e tenho muito a aprender), a melhor forma de crescer no instagram, na verdade, é simplesmente relaxar com isso, porque no fim das contas, ninguém “precisa” crescer no instagram.

      O que a gente precisa é ter o retorno no trabalho e o crescimento no instagram é só uma consequência parcial disso (tem gente que tem sites enormes e poucos seguidores e por aí vai). Uma forma mais tranquila de enxergar é que ter muitos seguidores não é um objetivo per se. É uma das consequências possíveis de ter atingido seu objetivo. Fico feliz mesmo que você gostou do texto e de ter te inspirado a compartilhar sua experiência, foi bom ler o outro lado também. Novamente obrigada pela leitura e comentário, e volte sempre por aqui!

      Curtir

      1. Obrigado pela resposta tão completa. Na verdade, eu ganhei outro texto inteiro, né… hahaha. Valeu mesmo. Novamente, gostei de tudo que você escreveu. Acho que falou com muita autoridade. O problema do IG é que ele cria péssimos incentivos pra você querer jogar pelas regras. Numa hora diz que a compra de seguidores viola as regras regras, e na outra coloca na sua cara dezenas de páginas justamente por que elas têm seguidores aos montes. Já adotei página comercial e percebi que minhas postagens não apareciam para nin-guém, nem gente que já me seguia, justamente por que o amigo insta te vê como uma bela poluição em meio a tantas páginas mais importantes. Como conciliar? Complicado. Vou me manter na moita mesmo, e se for pra dar certo, dará. A pé a viagem é outra, né? hahaha Um abraço! Já estou te seguindo!

        Curtido por 1 pessoa

  7. “Fui Mcgyver? Fui. Fui cara de pau? Fui também. Tenho argumentos pra me defender? Não. Desculpa.” HAHAHAHA, genial! Sei que é difícil que vc leia, já que o post é do ano passado, mas gostei tanto do texto, divertido, interessante, e isso que esse tema não me interessa, cai de paraquedas!. As suas fotos são muito bonitas também.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Waleska Mendes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s