Como raios viajar com milhas?

A gente ouve muito falar em “viajar com milhas”, mas conseguir colocar isso em prática parece uma missão level 80 em um jogo no “modo pesadelo”.

Até um tempo atrás, quando alguém me contava que viajou com milhas, me vinha na cabeça a cena da pessoa treinando por décadas num mosteiro com o mestre de Kung-Fu pra conseguir fechar uma viagem no site de troca de milhas por passagens (que nunca facilita a vida do usuário), além de viajando mais do que comissária de bordo, pra conseguir ter milhas suficientes.

como conseguir viajar com milhas e pontos multiplus

Parecia lenda urbana, utopia. Quando a gente fica sabendo da quantidade de milhas necessárias pra fechar uma viagem pra qualquer lugar, aquilo realmente não soa palpável.

Eis que finalmente chegou o dia em que pude clicar no “comprar passagem” e só pagar a taxa de embarque. E é pensando na experiência de incredulidade que passei até chegar nesse ponto que escrevi esse guia.

Como viajar com milhas?

Sabe aquela impressão que você tem que precisa de milhas demais pra viajar e nunca vai conseguir trocar a tempo – porque essa titica ainda por cima expira?

Ela é real.

A questão é que tem formas de amenizar esse problema, e é assim que as pessoas conseguem viajar com milhas.

A primeira delas é ficar de olho (mas de olho mesmo, feito um maluco olhando as notícias o tempo todo) em promoção de passagens.

Geralmente, se surge uma notícia de passagens a preços ótimos (em dinheiro), ela também vai estar ótima em milhas. E é só aí que você consegue trocar suas milhas por algo que não seja um apontador de lápis de olho.

Aliás, essa não é a primeira coisa a se fazer. Porque primeiro você precisa ter as milhas, senão não adianta nada uma promoção pra ir e voltar da Colômbia com 15.000 pontos multiplus.

Então vamos lá, pra primeira mesmo:

Como conseguir as milhas pra viajar?

1. O cartão de crédito é seu amigo (se você usa ele direito e não pira)

Se você costuma gastar muito por mês, seja pagando muitas contas ou comprando muitas bolsas, action figures do homem aranha ou toneladas de sucrilhos (mas recomendo comprar menos bolsas e funkos se tem planos de viajar mais), faça um cartão de crédito que converta seus gastos em milhas. 

E se você não gasta muito: faça também. Porque é melhor ganhar 300 milhas por mês do que zero (e porque você é mais sensato do que as pessoas citadas acima, então um cartão de crédito é bem menos perigoso na sua mão).

A questão é que quem gasta pouco tem mais dificuldade em converter as milhas em passagens a tempo, já que elas expiram (geralmente em uns 2 anos).

Daí quando você finalmente teria acumulado milhas suficientes pra uma viagem, elas já  estariam expiradas. Então você vai precisar de um “boost” por fora no seu acúmulo de milhas (mas isso vem no tópico 2).

Agora, voltando ao cartão: a partir do momento que seu cartão fidelidade chegar, pague todas as contas nele.

Leve esse “pague tudo no cartão” a sério. Como confessei naquele desafio com 10 perguntas sobre viajar sozinha, se deixarem, pago até cafézinho de 3 reais no cartão de crédito.

Suas contas podem ser pagas no cartão. Suas refeições podem ser pagas no cartão. Tudo pode ser pago no cartão. Então faça isso.

2. Viajando com milhas pra quem não gasta muito no cartão de crédito

Vamos supor que você seja uma pessoa que não gasta muito por mês. Primeiro, parabéns pela sensatez. Segundo, não desiste das milhas, que ainda dá pra juntar bastante.

Geralmente os programas de milhagens possuem parceiros. Esses parceiros são como aqueles cogumelos do Mario Kart na sua estrada pra viajar com milhas: vão te dar uma acelerada absurda e jogar lá pra frente na corrida.

Vou explicar com um exemplo: a Multiplus (que é o programa de fidelidade da LATAM) tem parceria com diversas lojas, como a Magazine Luiza.

parceiros multiplus como viajar com milhas mais rapido acumular milhas para viagens.png
a parte do “parceria com diversas lojas” era real (ainda tem mais um monte)

Isso significa que se você compra na Magazine Luiza pelo link da multiplus, você ganha pontos a cada real gasto.

Aí olha, são 2 formas de ganhar milhas com uma única compra: você ganha pontos porque pagou no cartão de crédito (pagou, certo?! estamos de olho!), e ganha pontos porque comprou no site parceiro.

Isso vai dar uma agilizada surreal no seu processo de acúmulo de milhas.

Tomando novamente como exemplo a LATAM e a Multiplus (tô usando sempre ela de exemplo porque a meu ver é a melhor, e consequentemente é a que mais uso), funciona mais ou menos assim:

como viajar com milhas

Então, se sua meia furar, e der pra comprar uma meia nova no parceiro: COMPRA NO PARCEIRO!!! E NO CARTÃO DE CRÉDITO!!!

Ok? Ok.

3. É pra levar o termo “fidelidade” a sério

Era uma vez Josimar. Ele se dizia um cara muito fiel. A todas as suas 17 namoradas.

É curioso, porque você consegue achar o erro nessa história, mas não consegue encontrar seu erro quando se divide entre 78 programas de fidelidade e depois reclama que não consegue acumular pontos suficientes em nenhum deles.

Se a cada vez que você compra uma passagem por uma companhia aérea, você ganha X pontos, é só seguir comprando nela, e uma hora você vai ter acumulado o suficiente pra trocar por passagens, certo?

Errado. Ou aparentemente errado na cabeça da maioria das pessoas.

Muitos tendem a achar que vale mais a pena fazer uma economia de 10 reais comprando passagem de outra companhia aérea, do que comprar 10 reais mais caro na companhia de sempre, e finalmente juntar aquelas milhas que faltam pra trocar por uma viagem pro Chile.

E não, não vale.

Então leva o termo fidelidade a sério, e percebendo que sua companhia aérea preferida/mais usada tá com um preço 50 centavos mais caro do que outra, sossega e compra nela mesmo, porque a longo prazo 1000 milhas certamente valem mais que esses centavos aí.

4. Seja flexível

Esse é aquele tipo de conselho bocó que dá até raiva de quem escreve. É tipo escrever “seja polonês”. Simplesmente não dá pra escolher essas coisas.

Por que eu escrevi isso, então? Não foi pra você ficar com raiva de mim, mas pra se preparar pro fato de que, por mais que acumule suas milhas (com cartão de crédito, compras online e viagens “fiéis”), na hora de trocar suas milhas por passagens, pode ter uma experiência bem difícil.

Os sites não costumam colaborar mesmo, os horários são quase todos horrorosos, você vai ter que fazer 9 conexões e passar 22 horas viajando em um vôo que poderia ter levado 5 horas se fosse direto… e esse tipo de coisa.

A sorte é que eu exagerei bastante nessa descrição, mas de fato, as passagens não costumam ser exatamente o que você quer, como você quer e quando você quer.

Então entre sempre no site de troca de milhas com o máximo de paciência e bom humor que tiver, enxergando aquilo como realmente é: você vai viajar de graça.

Quer dizer, mais ou menos de graça. Você ainda vai pagar a taxa de embarque.

Procura a data mais “barata” em milhas no calendário, e se puder fazer uma mudancinha de planos ali, uma apertadinha no horário aqui, uma agilizada naquele artigo da pós que tem que entregar acolá, faça. Não espere que o site ofereça exatamente o que você quer, numa bandeja, com fritas.

O site que troca suas milhas por passagens tá mais praquele garçom sisudo que te traz um prato delicioso, mas depois de 1 hora de espera, e já meio frio.

O post te ajudou, esclareceu suas dúvidas sobre viajar com milhas ou te deixou mais confuso ainda? Se identificou como o Josimar? Tem alguma dica pra dar? Pode mandar nos comentários! E siga o 1 viagem, 2 visões no facebook, instagram e youtube também.

Até o próximo post semana que vem!


Leia também: Como conciliar o amor por viajar com o medo de avião?

5 comentários sobre “Como raios viajar com milhas?

    1. Opa, nunca experimentei usar milhas pra upgrade! Na verdade nem nunca tinha me ligado na possibilidade disso, valeu a pena?! A parte de precisar de muita flexibilidade é sofrida mesmo… Trocar milhas por passagens acaba sendo esse exercício de paciência/insistência… Muuito obrigada pelo comentário e por compartilhar a dica! ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s