Guia completo pra não ser um hóspede pavoroso no airbnb

Talvez eu nem precise apresentar o AirBnb pra ninguém nessa introdução, já que em termos de economia compartilhada ele é tão popular quanto Uber hoje em dia: pode ser que muita gente ainda não tenha usado, mas a maioria já ouviu falar.

Mas caso alguém que esteja lendo não tenha ouvido, vai um resumo: o Airbnb é um site que te permite alugar apartamentos (e quartos, iglus, cabanas, casas na árvore e até ilhas…) em outras cidades/países. O site faz um sucesso tremendo, e em regra rende ótimas experiências (e economia), mas só fez o sucesso que faz, por ser baseado em confiança e gentileza mútua.

Pra não quebrar esse ciclo de confiança, e ser bem avaliado (lá você também recebe avaliações, “sua nota” como hóspede) essas dicas são uma boa de se seguir:

1. Antes de alugar o apartamento/iglu/cabana, se apresente ao anfitrião

Isso é crucial: envie uma mensagem dando alguns dados sobre você, e perguntando se o apartamento tá disponível pras datas indicadas. Pode falar, por exemplo, de onde você é, se tá indo sozinho ou acompanhado, se vão crianças ou não contigo, e talvez bater um papinho sobre o que tá indo fazer/conhecer na cidade, enfim, qualquer coisa que faça o anfitrião se sentir seguro de alugar o apartamento pra um completo estranho.

Lembra desse detalhe: bem ou mal, você é um estranho pra quem ele vai abrir as portas da própria casa, sem qualquer referência… se você fica receoso com a ideia de alugar um apartamento com um desconhecido, saiba que ele também pode estar (talvez até mais). O anfitrião é um ser humano, com tantos receios e preocupações quanto você.

A menos que você já tenha várias avaliações dizendo que você é um hóspede bacana, claro – e se não tem ainda, um dia vai ter, ainda mais se seguir naturalmente o que tá na lista.

2. Respeite o horário de check in e check out

No anúncio do apartamento que você vai alugar, costuma ter um horário de check in e de check out, que é bem difícil de não ler ( o site te obriga a ler as regras da casa cerca de 3 vezes e ainda envia e-mails relembrando). Se o horário for “a partir de 15:00”, por favor, não chegue 06:59 da manhã.

Claro que às vezes é inevitável, você pode só ter vôos disponíveis nos piores horários do planeta e querer chegar logo no apartamento porque tá passando mal/não tem onde deixar as malas/tá exausto, mas se for o caso, avise, pergunte se é possível, e peça gentilmente ao anfitrião. Lembre também que ele não é obrigado a aceitar – na verdade você que, ao alugar um local tendo ciência das regras, deveria respeitá-las.

Geralmente, quando eles estipulam um horário de check in é porque há um motivo pra esse horário, e talvez eles simplesmente não possam te receber antes disso. Pensa que você também não gostaria de marcar uma festa na sua casa às 22, e ser acordado às 7 da manhã com os convidados chegando e nada pronto ainda.

3. Indique na reserva o número exato de hóspedes que vem com você

Se vem você, sua mãe, sua esposa, seu sobrinho, seus 2 filhos bebês e 3 adolescentes além do seu cachorro (aliás, verifique antes nas regras se o local aceita animais), colocar na hora da reserva que é só pra “1 hóspede” é um vacilo sem tamanho, e pode até fazer o anfitrião cancelar sua reserva e você ter de sair do apartamento imediatamente no meio da hospedagem, o que é totalmente permitido pelo site nesses casos.

Indicar com exatidão pra quantos hóspedes é a reserva é fundamental, até pro anfitrião ter noção de coisas como a quantidade de toalhas ou travesseiros que deveria disponibilizar.

dinossauro-nao-e-bom-hospede-no-airbnb-em-medellin
não seja como ele

Outro detalhe importante é que o valor das diárias, em regra, muda de acordo com o número de pessoas. Um único hóspede não gera as mesmas despesas e consequentemente não deveria pagar o mesmo valor que 3 hóspedes, por exemplo.

Então se for alugar um apartamento pra você e mais 3 amigos, e desconfiar que “puxa, isso tá muito barato pra dividir entre 4, parece até que tô pagando o preço pra 1 hóspede só” é porque provavelmente tá mesmo, e não preencheu direito no campo indicado quantas pessoas vão te acompanhar.

4. Tem gente que não avisa o horário de chegada e simplesmente… chega. Não faça um negócio desse.

Na mesma mensagem em que você se apresenta, um detalhe bom (e necessário) de mencionar é seu horário estimado de chegada no apartamento.

Se você ainda não souber, avise ao anfitrião que vai informar assim que tiver conhecimento do horário previsto de chegada do vôo/ônibus/carro/bicicleta/balão/navio/seja lá qual for seu meio de transporte na viagem.

O anfitrião precisa fazer diversas coisas a tempo da sua chegada, inclusive estar lá no horário em que você chega pra entregar as chaves (nem todos podem deixar a chave com alguém).

Se você não comunica antecipadamente que horas vai chegar, ele pode ficar te esperando na portaria/apartamento, passando fome, sono, dor nas costas, tédio, frio, dor de barriga, ou perdendo compromissos.

Lembre que ele também tem uma vida, pode ter diversas limitações e problemas, e tenha consideração pelo ser humano do outro lado.

5. Se você gostou bastante do local/anfitrião, deixe uma avaliação e comentário bacana

Se você foi grato por algo que o anfitrião fez, pelo tratamento, ou pela experiência que teve no local, demonstre a gratidão com um comentário gentil no site – aliás, demonstrar gratidão é uma coisa muito boa que vale não só pro airbnb, mas pra vida.

Assim você vai estar retribuindo a experiência, já que sua avaliação vai ajudar o anfitrião a ter boas estatísticas no site.
De bônus você ainda ajuda outros futuros hóspedes a saberem se lá é um lugar bom pra se ficar mesmo.

6. Apague as luzes e desligue o ar condicionado ao sair

Esse ponto é provavelmente o mais importante pra você ser um hóspede que gostariam de receber de novo.

Você gostaria que hóspedes na sua casa deixassem o ar condicionado ligado 12 horas por dia, muitas vezes sem nem estarem nela?
Aquela máxima de “faça com os outros o que você gostaria que fizessem com você” (ou “não faça com os outros o que não gostaria que fizessem…”) é o que norteia toda essa lista.

A conta de luz em muitos lugares é absurdamente cara, e pode ser que você faça até o seu anfitrião desistir de alugar depois de uma experiência traumática com uma conta assustadora que não pode pagar.

Ainda tem a questão da possibilidade de incêndios quando se deixa tudo ligadão e sai de casa.

E alguns anfitriões podem não ser tão omissos com seus vacilos com a luz, podendo vir a te entregar a conta, ou cobrá-la por fora, caso venha exorbitante. Evite essa dor de cabeça pra você e pra ele.

7. Cuide do apartamento, e o devolva assim como encontrou

Esse aqui não precisa de muita explicação. Novamente a máxima de “faça com os outros o que gostaria que fizessem contigo”.

Obviamente não precisa fazer faxina antes de sair e entregar o apartamento completamente impecável, mas também não é legal devolver parecendo que rolou uma guerra civil lá dentro.

8.  Não dê só 4 estrelas de avaliação se na sua opinião a hospedagem foi “PERFEITA”

Isso rola muito. Repara só. Tem gente que comenta “tudo absolutamente perfeito, não mudaria nada!!!” e… dá 4 estrelas de 5 (?). Claro que você é livre pra dar a quantidade de estrelas que quiser, mas se foi excelente, por que foi retirada 1 estrela da nota?

Antes de fazer isso, é bom saber que o Airbnb tem, internamente, um sistema de avaliação de anfitriões extremamente rígido, justamente pra garantir que hóspedes sejam bem recebidos.

Então ao tirar uma estrela você pode estar prejudicando muito aquele anfitrião.

Pra conseguir ser um “superhost”, por exemplo, o anfitrião tem que receber avaliações “5 estrelas” por 80% dos hóspedes, nunca cancelar reserva nenhuma, entre outras diversas exigências que não são fáceis de se estar sempre cumprindo.

Se você acha que a pessoa merece reconhecimento, se você acha que sua experiência foi ótima, não economize estrelas, e pode dar 5.

Quando você “economiza” estrelas sem razão pra isso, você pode vir a ser, aliás, o hóspede que tira o título de superhost do anfitrião por causa de uma única estrela a menos.

Quem tiver outras dicas que ajudam a manter a boa convivência no AirBnb pode acrescentar nos comentários! E vocês já tão saturados de saber daquele link lá com o convite pra entrar no site e receber R$ 100,00 de crédito pra se hospedar por lá na sua próxima viagem, não tão?

Se hospedar pelo AirBnb realmente rende uma experiência transformadora e deliciosa, que muda toda sua perspectiva de viajar e você passa a sentir mesmo o local. Você pode viver de verdade lá, e não só “fazer uma visitinha”.

Ainda vai vir um post na versão destinada aos anfitriões, e o que eles deviam/jamais deveriam fazer!

AH!!! Já ia esquecendo:

o 1 viagem, 2 visões tomou vergonha na cara e fez uma página no facebook dias atrás! Quem quiser pode nos seguir que a gente fica feliz feito pinto no lixo com todos os nossos primeiros seguidores!

Façam parte desse momento marcante, e nos sigam antes mesmo das nossas mães!

15 comentários sobre “Guia completo pra não ser um hóspede pavoroso no airbnb

  1. Ficou muito legal essas dicas, e outra, fazer reserva instantânea sem perguntar nada para a amfitria , causa muitos problemas.
    Essas dicas poderiam estar na pagina da Airbnb, muitos nao sabem se comportar, verdade

    Curtido por 1 pessoa

  2. Dicas excelentes e deveriam estar no site do Airbnb.
    Estou com uma hóspede que fez reserva instantânea e já mandei mensagem de boas vindas e ela simplesmente não respondeu nada. Espero não ter nenhum problema.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muuito obrigada pelo seu comentário, Margareth, me deixou boba alegre!
      E boa sorte com a hóspede, vai correr tudo bem! Qualquer coisa tenta enviar mensagem por outros meios. Nós hóspedes geralmente quando estamos começando a usar a plataforma não atentamos pra essa necessidade de mandar mensagem às vezes (e todos os outros detalhes da lista)! Abraço!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s