Como é subir La Piedra del Peñol na Colômbia

São 2.135 metros e cerca de 700 degraus, pra ver uma paisagem que uma placa lá embaixo anuncia ser “a melhor vista do mundo”.

img_20161018_152538360_hdr
a plaquinha sensacionalista safada

Se é a melhor do mundo mesmo não posso dizer, já que não sou a “avaliadora oficial das vistas mundiais”. Mas a vista é bonitassa sim, e valeu a pena.

photo875283312832260128
“jeitoso aqui, hein”

Chamar de melhor do mundo vai ser pra sempre um negócio muito complicado pra mim. O Valle del Colca ainda mora com força no meu coração e tá lá no lugarzinho intocado dele, primeirão e ganhando à distância.

img_20161018_153012166_hdr
mas que é bonito, é (e isso aí foi num dia bem nublado e maisomeno)

Como antes de ir tive certa dificuldade de achar algumas informações específicas sobre La Piedra, fiz tópicos detalhadinhos logo pra cada coisa: como é subir a pedra, qual o nível de dificuldade, quanto tempo leva, quanto custa, o que tem por perto, como chegar lá, como sair de lá e afins. Começando pelo principal:

1. Como chegar na Piedra del Peñol?

O ponto de partida foi o Terminal Norte em Medellín. Chegando ao terminal, desça as escadas*, e procure um dos guichês lá embaixo que vendem as passagens (com saídas de meia em meia hora) pra La Piedra. É só dizer “La Piedra” mesmo que eles já sabem do que você tá falando.  A passagem custa cerca de 12.000 soles, e a viagem leva umas 2 horas.

Se você sentir fome no ônibus, de vez em quando entram alguns ambulantes vendendo obleas, amendoins e coisas do tipo, a precinhos bons (sempre muita gente compra).

O trajeto tem algumas curvas, mas nada que seja muito capaz de enjoar (não tome dramin nem remédio anti-enjoo antes da viagem, lembra que você vai subir 2.135 metros e 700 degraus, e esses remédios definitivamente iam piorar sua situação lá em cima). Já que eu enjôo fácil (sou praticamente a “boneca enjoadinha da estrela”, você aperta e ela enjoa) acho que devo ser um parâmetro bom pra saber se uma viagem enjoa ou não: se eu não enjoei, você também consegue!

caminho pra guatape e pedra del penol.gif
no trajeto de Medellín pra La Piedra (aí já tava quase chegando)

*O Terminal Norte também tem elevador e rampa. Aliás, Medellín inteira é uma cidade que dá atenção pra acessibilidade, deixando todas as cidades do Brasil no chinelo nesse aspecto.

2. Tô meio confuso(a): compro passagem pra La Piedra ou pra Guatapé?

Guatapé é talvez o pueblito mais surpreendentemente colorido da Colômbia, que fica muito próximo a La Piedra, e que você sem dúvida vai conhecer também, logo depois de descer da pedra – aqui tem um post só sobre a cidade.

Como são dois pontos de interesse e os dois muito pertinho um do outro, isso pode render a dúvida de “pra onde raios compro a passagem”, já que tem opção pra ambos.

guatape-um-dos-pueblitos-mais-bonitos-da-colombia-turismo
um dos amigos que você pode fazer em Guatapé!

Achei bem melhor comprar primeiro a passagem direto pra La Piedra mesmo, e não pra Guatapé, pelo seguinte:

1. La piedra fica antes de Guatapé no caminho, você salta mais rápido lá;
2. Você vai precisar de fôlego e bastante disposição pra subir, então é melhor deixar pra caminhar com calma nas ruas de Guatapé depois de subir o Peñón, ao invés de já chegar meio cansadinho pra subir, por ter sassaricado na cidade antes;
3. Não faz muito sentido ir primeiro pra Guatapé,  pra depois pegar um tuk tuk pra voltar pra pedra (que veio antes no caminho), e depois pegar mais um tuk tuk pra Guatapé de novo, pra poder pegar um dos ônibus Guatapé -> Medellín;
4. Depois de descer da pedra, é bem provável que você queira almoçar/jantar/lanchar/devorar um elasmossauro inteiro. As refeições na cidade são bem mais baratas do que nos restaurantes próximos à pedra, já que lá tem poucas opções e é muito turístico. Então vale mais a pena subir, e depois ir direto pra cidade mesmo, pra comer lá.

vista-da-piedra-del-penol-em-dia-nublado-colombia

3. Como é subir a pedra?

A subida tem um potencial pra ser esgotante, ainda mais levando em conta a altitude, e tem alguns avisos durante o caminho pra você ligar pra um número caso fique tonto/perca o ar/passe mal. Mas algumas pessoas sobem muito tranquilamente. Cada um lida de uma forma, tem desde jovens que se esbudegam, a idosos que sobem de boa. Não tenha vergonha de parar pra descansar, repôr o fôlego e ir devagarinho, sua saúde vale bem mais que a pressa pra ver a paisagem lá de cima (e a verdade é que você JÁ tá vendo a paisagem da escada).

Pra mim a experiência foi basicamente assim:

piedra-del-penol-guatape-colombia

subindo-a-piedra-del-penol-guatape-colombia
Isso aí retrata bem o que rolou (essa reação na verdade foi lá pros 270 degraus, mas fica mais interessante falando que foi no 17º). Enquanto isso minha companhia subia muito de boa, provavelmente sendo capaz até de dançar ou ir pulando até o topo sem qualquer dificuldade.

Na escada os degraus variam bastante de tamanho/formato, alguns mais altos e cansativos, outros um pouquinho menores, e tem uma escada diferente pra subir e outra pra descer (ainda bem também, senão todo mundo ia ficar se esbarrando). A escada pra descer é por dentro, pra evitar vertigem, e muito mais tranquila (tirando um zigzag quando tá chegando no final, que me deixou meio tontinha…….. eu falei que era a boneca enjoadinha da estrela, não falei?).

img_20161018_161836294_hdr
chegando lá em cima esbudegada, mas fingindo que tá tudo bem

Se você não puder ou não quiser subir a pedra, vale a pena saber de uma coisa que ninguém me avisou, e que eu gostaria muito que tivessem dito: a verdade é que você simplesmente não precisa subir o Peñón pra apreciar essa vista.

Sendo franca mesmo, a vista não muda quase nada acima dos 700 degraus. E me bateu uma certa frustração inclusive, depois de uma subida tão cansativa, não me sentir tão “recompensada”, porque não mudou nada lá de cima.

Achei até que ficou um pouco pior, porque de cima você vê mais céu e menos próxima a paisagem (mas aí é questão de gosto mesmo), e a única vantagem é uma visão 360 graus do lugar.

Lá debaixo você consegue ver perfeitamente a vista bonitona (e não é exatamente “lá debaixo”, já que antes de subir a pedra, você ainda sobe um pedação íngreme bem grande)

piedra-del-penol-vista-de-cima-colombia
vista que se tem depois de subir a ladeira (e não a escada)

E agora PLOT TWIST: a maioria das fotos aqui, e inclusive as que mais gostei, foram tiradas lá EMBAIXO, e não em cima da pedra. Não gostei tanto das lá de cima (até porque chegando lá em cima fica todo mundo com carinha de morto e todo suado também).

photo875283312832260133
essa aí foi tirada na metade do caminho da escada

Chegando lá no topo tem: uma vista 360 graus do lugar, muitas cabeças que vão aparecer na frente da sua foto, 3 restaurantezinhos e um banheiro sem papel (atentar pro “sem papel”). Pra usar o papel tem que pagar separadamente, inserindo moedas numa maquininha do lado de fora. Lembrando que lá embaixo tem restaurantes e banheiro também (e lojinhas de souvenir).

4. Quanto custa?

Cerca de 12.000 pesos pra ir, 16.000 pra voltar. As passagens de ida costumam ser um pouco mais baratas do que as de volta, já que pra voltar tem menos opção.

Chegando na Piedra del Peñol, assim que saltar do ônibus, você vai ver uma ladeira bem grande e cansativa, que você pode subir a pé (foi o que eu fiz, mas não recomendo, porque aí a gente já chega cansado na pedra) ou pode pagar cerca de 5.000 pesos pra subir de tuk tuk. Minha recomendação é subir de tuk tuk mesmo pra poupar seu fôlego (que vai ser necessário) e seu tempo.

vista-da-piedra-del-penol-guatape-em-dia-nublado-avatar
chegando no topo (“tenta fazer uma cara de quem não tá morrendo”)

Depois de subir, você paga mais 15.000 pesos pra… subir mais. Dessa vez as escadas (caso possa/queira subir/ache que é necessário mesmo, lembrando que a vista lá embaixo já é bonita).

E pra ir da Piedra pra cidade de Guatapé, um tuk tuk cobra uns 10.000 pesos.
As refeições em Guatapé são mais baratas do que na Pedra, chuto que você não deve gastar mais de 25.000 numa refeição boa e completona, com bebida. Totalzão que se gasta no passeio: mais ou menos 83.000 pesos.

piedra-del-penol-colombia
e vale muito a pena

Uma vez em Guatapé, pode ser que você queira fazer tirolesa, passear de barco, jet ski e afins, e aí vai ter mais gastos. Leve mais dinheiro se achar que vai brincar bastante e quiser garantir (muitos lugares, talvez a maioria, não aceitam cartão lá). Também tem a opção de se hospedar em Guatapé, em hotéis no centrinho ou em hotéizões de frente pra represa.

Subir a piedra del penol em dia nublado na colombia.gif

5. Como voltar pra Medellín?

O último ônibus pra Medellín sai de Guatapé lá pelas 18:00, 18:30. Guatapé é uma cidade bem pequenininha, então você não vai ter a menor dificuldade pra achar o terminal de ônibus. Em regra você vai entrando no ônibus e só paga a passagem depois, quando chegar em Medellín. O ônibus vai te deixar no Terminal Norte (e fazer algumas outras paradinhas no caminho).

el-penon-de-guatape-vista-da-piedra-del-penol-em-outubro-na-colombia

Espero que você tenha a mesma sorte de chegar em Medellín de noite. Não que eu seja maligna e esteja torcendo pra você pegar um engarrafamento desgraçado, mas porque chegando à noite se tem uma vista impressionante das luzes da cidade (pra mim foi impressionante… mas eu também sou a “boneca impressionadinha da estrela”, acho tudo lindo), que é rodeada por montes, e todos eles ficam absurdamente iluminados com pontinhos de luz de cada casinha…

Aaah, Medellín… semana que vem sai o relato sobre outro cantinho gostoso da Colômbia, mas na próóxima vem finalmente o de Medellín, que tô guardando pra depois, já que merece mais inspiração.

15 comentários sobre “Como é subir La Piedra del Peñol na Colômbia

    1. MUITO obrigada, Debora, fiquei felizona de ler isso!

      Olha, tô até arrependida agora de não ter reparado nesse detalhe em específico, porque é absurdamente relevante mas não lembro mesmo se tinha um guarda volumes por ali.
      Mas sem dúvida deve ter como deixar bolsa ou mochila se tiver muito pesada lá por baixo, porque não vi NINGUÉM carregando mochila aparentemente pesada ou bolsa lá em cima da pedra, então eles devem ter deixado em algum lugar!

      Mesmo se não tiver, no próprio guichê em que se compra o ingresso de 15.000 pesos pra subir, talvez você possa pedir pra guardarem as coisas (e também tem restaurantes e lojinhas lá embaixo que talvez possam te quebrar esse galho), e não acho que eles iriam negar isso, já que se não guardarem bolsas pesadas, as pessoas não podem subir e aí eles perdem esses 15.000! Desconfio que tenha um guarda volumes sim, porque ia ser um baita mole deles deixar de ganhar dinheiro com isso hahaha então pode ir tranquila!
      Curta muito a viagem e quando voltar me conta o que achou de lá (e se tinha guarda volumes mesmo)! Obrigada novamente!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s