4 chapéus bons pra levar na viagem e os efeitos de cada um

Outro dia percebi que o chapéu que a gente usa tem um efeito drástico na impressão que a gente passa pras pessoas.

Por exemplo, tem chapéus que vão fazer imediatamente me identificarem como turista na rua (o que faz todo sentido, porque realmente só uso esses quando tô viajando) e me oferecerem pacotes de passeios mais caros.
Tem uns que passam um ar de “meu Deus, que elegância”, e outros que passam aquela “vibe” de “ESTOU DE BEM COM A VIDA/DE FÉRIAS NO CARIBE”. Vamos às análises:

1. Chapéu de palha de aba curta – Ou “Chapéu pra dar na cara que você é turista”

Esse chapéu aí é o típico chapéu que você só usa quando tá viajando. Você usa ele na sua cidade? Não usa, duvido. Não sei por que, mas parece que quando a gente viaja sente que recebeu um aval pra se vestir como turista mesmo. A gente se assume.

P1120776
“OLÁ, EU DEFINITIVAMENTE NÃO SOU DAQUI”

É só em viagens que 90% das pessoas usam papete, por exemplo. Eu não vejo ninguém usando papete normalmente, mas se você ver um grupo de turistas, a maioria deles vai estar com o kit bermuda+pele vermelha+papete+chapéu de aba curta, tudo ao mesmo tempo. Tô aqui brincando, mas já usei bastante esse chapéu, como as fotos provam. E também não acho má ideia usar papete em viagem não, qualquer dia me rendo.

P1120665

Vantagens:
1. Ele é bom porque não faz volume, a gente pode dobrar e guardar facinho dentro de uma bolsa/sacola/mochila quando estiver de saco cheio ou não precisar mais.
2. Costuma ser mais barato que os outros listados aqui.

Desvantagens:
1. Não é recomendado se por qualquer razão você não quer dar uma pinta descarada que é turista.
2. Olha o tamanho dessa aba. Não acho que ele proteja do sol de uma maneira muito efetiva. Mas deve ajudar e ser melhor do que nada, sem dúvida.
3. Não acho muito bonito não (esse aí eu comprei só porque tava barato mesmo, e precisava de um chapéu com urgência pra minha cabeça não entrar em combustão), mas aí vai do gosto de cada um.

2. Floppy hat (“aquele chapéu com uma aba mole grandona”) –  Ou “Chapéu pra colocar na cabeça e imediatamente parecer rica”

Esse chapéu tem um efeito interessante, coloco ele na cabeça e imediatamente pareço ter 3 dígitos a mais na conta. Consequentemente, não é recomendado se você estiver indo pra um lugar em que o risco de assalto seja elevado, porque vão achar que você tem mais coisa pra ser assaltada. E no meu caso, eu ainda decepcionaria profundamente os ladrões.

Você vê que o chapéu é tão elegante que até o nome tem firula. Não poderiam chamar de “chapéu da aba molenga/frouxo”. Tiveram que chamar de “floppy”.

floppy-hat-na-vinicola

Eu tô aqui aparentemente esculachando, mas esse é meu chapéu favorito de todos os tempos. Pelo menos até o momento, quando surgir outro que tome o lugar dele eu edito aqui.

chapeu-floppy-vinho
Esse chapéu quebrou um baita galho em Santiago

Vantagens:
1. Realmente protege do sol. A aba é enorme e faz uma baita sombra.
2. O material desse chapéu costuma ser mais grosso, então se você estiver num lugar frio, ele tem um efeito sensacional de proteger do sol e do frio ao mesmo tempo.
3. É bonitasso. Acho que não tem pra nenhum.

Desvantagens:
1. Definitivamente não vai cair bem no calor.
2. Não é exatamente compacto, se você dobra pra guardar marca o chapéu todo.
3. Vão achar que você é rica, e isso nem sempre é bom. Mas tem gente que gosta, então eu poderia colocar nas vantagens também, o que deixa esse chapéu magnífico com 4 vantagens no total, veja só.
4. O cabelo fica terrivelmente oleoso quando você tira, por causa do tanto que abafa. Então é aquele tipo de coisa que você coloca e depois NÃO PODE MAIS TIRAR O DIA INTEIRO, a menos que queira passar vergonha.

3. Chapéu de palha de aba grande – Ou “chapéu pra quem quer imediatamente ganhar +10 pontos de felicidade na cara”

Eu coloco esse chapéu e pareço imediatamente estar mais feliz.

mi chapelito peruano con filtro2
foto confirmatória

Vantagens:
1. Esse aí é realmente efetivo pra proteger a cabeça e os olhos da luz solar
2. Lembro que vendia em todo canto do Peru – e do mundo -por preço de banana (uma banana meio cara, mas ainda uma banana)
3. Faz tanta sombra quanto o floppy, e não esquenta como ele. O melhor dos dois mundos.
4. Tem uns 764.348 modelos/cores/detalhes diferentes pra quem gosta de variar

Desvantagens:
1. É uma desgraça pra guardar esse negócio. Eu sempre acabo perdendo, porque é ruim de dobrar, e tem que levar na mão. Aceito sugestões de como lidar com ele, aliás
2. De todos, acho que é um dos que voa mais fácil da sua cabeça

4. Boné

Boné vai entrar aqui porque não dá pra negar que tem a mesma funcionalidade de proteger a cabeça, e também tem uma aba que faz uma sombrinha na cara e protege os olhos do sol. A menos que você use pra trás. Quando a pessoa usa o boné pra trás aí eu realmente não entendo bem a função. Mas estamos num país livre, então use o boné como você quiser mesmo, tanto faz se eu não entendo.

E boné é chapéu também. Melhor dizendo, é um “tipo de chapéu de copa redonda com aba frontal”, nos termos da wikipédia.

Definitivamente não é uma coisa que a gente usa pra “arrasar”, mas você ainda pode acabar combinando o boné fabulosamente com a camisa e o brinco, como me aconteceu nessa ocasião totalmente sem querer:

803712616_94853

E boné também pode ser útil se você tá na dúvida de qual time torcer, e resolve que vai torcer pra 2 ao mesmo tempo:

como-torcer-para-2-times-ao-mesmo-tempo

Vantagens:
1. Não tem nenhum aí na lista que seja mais compacto que esse
2. Dos listados é o que segura melhor na cabeça, e o melhor pra correr/fazer qualquer atividade física debaixo do sol
3. Dá pra usar de cabelo preso (novamente confirmando que é o melhor pra corrida/qualquer esporte)

Desvantagens:
1. A aba só protege a região frontal, e tenho a impressão que não é tão efetiva quanto os outros
2. Não é lá essas belezas também.

Por agora finalizo aqui, mas em breve vou listar mais alguns conforme me inspirar/for lembrando, como por exemplo o chapéu bowler, ou a VISEIRA, que nunca vou entender qual foi a ideia brilhante da pessoa que decidiu fazer um buraco no meio dum boné pra deixar nossa cabeça queimar.

E cabe mencionar também o efeito que a falta de chapéu causa: o couro cabeludo pode queimar (é sempre meu caso), ficar vermelhasso, arder, descascar, e um câncer de pele pode vir dar oizinho por conta disso. Aumentam as chances de insolação, e se você também tiver dificuldade pra abrir os olhos na luz (meu caso 2), não ter a sombrinha do chapéu vai fazer uma falta danada, além de te fazer sair com cara de fuinha, fechando os olhos e franzindo a testa em todas as fotos (pareceu bastante que fui paga por uma loja de chapéus pra escrever esse último parágrafo apocalíptico sobre falta de chapéu aqui).

[Falando em desastre em viagem, leia também: E quando a gente se quebra todo/passa mal/fica doente em viagens?]

3 comentários sobre “4 chapéus bons pra levar na viagem e os efeitos de cada um

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s